Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for tombo and 8,689 records were found.

Tombo da comenda de S. João
Tombo de Arcozelo e Vila Cortês
Tombo de São Miguel do Outeiro
Tombo de Oliveira de Barreiro e Vilela
Índice alfabético do Tombo do Seminário Eborense.
Tem um índice de um tombo.
Certidão da Torre do Tombo tirada do livro primeiro do registo de D. João I, que estava na Casa da Coroa, sendo guarda mor Luís do Couto Félix e escrivão Pedro Semedo Estaço. Trata-se dos bens móveis e de raiz que tinham Juseppe Navarro e Juseppe Pardo, que os perderam "[...] por andarem com o rei de Castela, em desserviço deste Reino". Documento datado de Lisboa, 26 de julho de 1422. Carta de D. João I, original assinado pelo rei e pelo infante Duarte, dada em Avis, a 15 de fevereiro de 1429.
A certidão contêm os traslados dos seguintes documentos: - Carta de D. João I pela qual mandou desembargar a João de Almeida a terra e celeiro de Moçâmedes, no julgado de Lafões, dada em Viseu, 30 de janeiro da Era de 1448 (ano 1410); - Carta de D. João I pela qual fez doação a Martim Lourenço de Almeida, alcaide do castelo da Covilhã, do souto de Alcambar com seus moinhos, dada em Lisboa, 5 de abril de 1442; - Carta de D. Afonso V pela qual fez mercê a Duarte de Almeida, fidalgo da Casa Real, que sendo o caso que, em algum tempo, se lhe tirasse a terra de Moçâmedes se lhe desse uma equivalente, que rendesse o mesmo, dada em Samora, 29 de novembro de 1475; - Alvará de D. Afonso V pelo qual desembargava a João de Almeida, fidalgo da Casa Real, mil e oitocentas coroas do seu casamento, dada em Lisboa, 6 de outubro de 1463; - Carta de D. João I pela qual deu a Diogo Fernandes de Almeida, seu criado, em casamento com Maria de Sousa, o reguengo de Santa Margarida e de Moreira, com o direito dos moinhos de Rio de Moinhos e três mil coroas velhas de França, dada em Almeirim, 26 de dezembro da Era de 1431 (ano 1393); - Mandado ao recebedor do dinheiro do Reino para que pagasse a Luís de Almeida de Vasconcelos, fidalgo da Casa Real, trinta e oito mil e novecentos réis de seu casamento, dada em Lisboa, 18 de abril de 1521; - Carta de D. Afonso V pela qual confirmou a doação feita por D. João I a João de Almeida Colaço e D. Isabel de Melo, sua mulher, de setecentas libras de seu casamento, dada em Lisboa, 8 de abril de 1439; - Carta de D. Afonso V pela qual confirmou a mercê de D. João I pela qual dava em casamento a João de Almeida, escudeiro do infante D. Henrique, e Beatriz de Gouveia mil coroas de ouro, e que, enquanto não lhes pagassem, lhes dessem trezentas libras de tença, dada em Lisboa, 5 de agosto de 1439; - Contrato de paz feito por D. João I em Almeirim, a 27 de Janeiro de 1432, da qual constava a qualidade dos cavaleiros e escudeiros dos infantes que a ela assistiram; - Carta de D. João I pela qual fez doação a Gonçalo de Tavares, fidalgo e criado escudeiro do infante D. Henrique, de um pardieiro em Portalegre, dada em Évora, 15 de julho da Era de 1459 (ano 1421). Contém ainda o traslado de uma provisão de D. Filipe III passada a Manuel de Almeida de Vasconcelos, datada de 16 de novembro de 1623, sobre o mesmo assunto. Contém informação em como o documento foi registado na Torre do Tombo.
Róis, inventários e tombos de bens.
Tombos antigos dos bens e propriedades de raiz da dotação e fundação das igrejas das freguesias em frente nomeadas, e alguns prazos antigos de propriedades, sitas em Viana e mais partes.
O documento com a cota: Gavetas, Gav. 6, mç. 1, n.º 34 a 295 trata-se de uma relação de documentos pertencentes à Ordem de São João do Hospital que se encontram nas Gavetas da Torre do Tombo, Chancelaria Régia, Confirmações Gerais, Colecção de Bulas e Leitura Nova, feita pelo Real Arquivo da Torre do Tombo. Maço constituido por cartas de posse, de doação, de aforamento, sentenças, forais, entre outros documentos.
Cópia autenticada da carta de confirmação, feita por D. Sebastião, da instituição do morgado, feita pelo tabelião Bernardo José Figueiredo e Silva, notário e tabelião público e apostólico, escriturário da reforma do Arquivo da Torre do Tombo, com prática em ler as "letras antigas"
Referência às herdades de Casa Branca, Lentisca, S. Pedro, de “Nuno de Lemos” ou da Albardeira, Albardeiros, Faya ou dos Alemos, Muachos, Cabeças Ruivas, Monte Tourinho, Pero Testa, Casa Telhada, Consogra, Muteira, Soveral, Fonte dos Clérigos, Janelas, Freirinha, Valada (Santarém), Alveira, Ravasquinha, Cantos, Cabaços, do peso, de João Pires, do Carvalhoso, dos Sardos, da Aldeia de S. Pedro d´Almuro, do Sancho, da Fonte Velha, das Pereiras, dos Pedregais, de Fonte Negrinha, da Perna Seca; olivais da Mouta, Ribeira de Seda, Penedos Gordos, Ribeiro do Crato, junto ao lagar de Luís Freire, no sítio do Joinal, Ventoso, Pegada d´El Rei, Álamo, Cambitos e Cabeças Ruivas (termo de Alter do Chão), da Cruz e Roça dos Cavalos (termo do Cano), no sítio da Água da Prata, Lixosa, casa dos Almagres; courelas na Abrunheira, S. Saturnino, Andorinhos, Cerejeira, Sarrazola, Azambujo, Vale do Álamo, Canada, Ribeiro da Malha, Colarinho, Vale do Forno, S. Pedro, Barradas – Fonte Seca; vinhas no sítio do Carvalhal, Aguardenteira, Ribeira de Seda, no sítio da Ribeira, Xancrão, Carvoeiro, Penha, Cabeça do Mouro e Ventoso; fazendas no sítio do Loureiro e Moinho Velho; propriedades na Ribeira de Arronches, no sítio da Serra, Seixinhosa, em Gáfete, em Ribeira de Nisa, no Arraial, no sítio da Pitaranha, Manguetos, Marrada Alta e Quinta Branca; tapadas do Reguengo e do Bexiga; hortas do Pocinho e Lixosa; monte do Porto de Alter e da Broa; pomar do Espinho; casas na do Cano, no Monte da Nave Longa, no Canto da Fava, na Rua de S. Martinho, Rua de S. Brás (Alter do Chão), Rua do Paço e Rossio (Alter do Chão), Ruas da Beata, Santa Clara, Lobato, Oliveira, Capela, Sé; Cano, Santo André, monte de Santo António, travessa da Rua do Cano e quinta no sítio do Rosal. Conjunto documental constituído por cartas de compra e venda, arrematação, justificação de testemunhas, desistência, dote, partilhas, concerto, arrendamento, aforamento, obrigação, troca, renovação de prazo, amigável composição; autos de posse; procurações; testamentos; sentenças; alvarás e provisões régias, petições e cartas precatórias. Inclui documentação relativa aos conventos de S. Francisco de Portalegre e de Santa Clara de Estremoz.
Cópia do original desconhecendo-se a data do mesmo
Reúne testamentos, instituições de capelas, sentenças, autos cíveis de penhora, escrituras de dote, de compra e venda, de arrematação, distrate, quitação, obrigação e arrendamento; inventários e partilhas.
Contém emprazamentos, aforamentos, privilégios, alvarás, provisões.
Feito na vila de Monção.
Tem índice no início. Contém os traslados de documentos referentes a propriedades localizadas nas freguesias de: Campo da Penha, Carreço, Afife, Riba de Âncora, Moledo.
Contém doações, cartas régias, bulas, entre outros.
Sentença referente a uma quinta no sítio do Rio Milho, no termo de Colares.
Relação dos foreiros, com indicação das fazendas aforadas e foros a pagar e anos dos respetivos pagamentos
Reúne escrituras, procurações e certidões relativas a propriedades do mosteiro sitas em Campo Maior, Ouguela, Portalegre e Arronches
Com demarcação e vedorias de Ardezuve e Vila Verde.
Na lombada, lê-se: "Freixo Tom. 2.º de / Gouvea e Gestaço". No princípio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice das propriedades a que se faz referência neste livro, em 1 fl. Seguem-se 2 fls. em branco. Tem as fls. numers. rubricadas "J. Bento Correa Barroso".
Trata de prazos em Argoncilhe, Avioso (São Pedro), Cidadelhe (Mesão Frio), Gondar (Amarante), Lobrigos (São Miguel), Mesão Frio (Santa Cristina), Moura Morta (Peso da Régua), Ovil, Penamaior, Perafita, Pindelo (Oliveira de Azeméis), São Lourenço do Douro, São Martinho de Mouros, Sedielos, Teixeira (Baião) e Vinhós (Peso da Régua). Tem índice. É o livro 13º dos prazos.
Tem notas à margem, datadas até 1863-04-17.
Contém o registo das datas de entrada dos irmãos para a confraria, dos seus nomes, das quantias dadas para a entrada e de quem as recebeu, dos anos em que os irmãos foram mordomos e das datas do seu falecimento.
Descreve a igreja e enumera os ornamentos. Faz referência a Fernão Cabral.
Inclui o traslado de diversos documentos régios, doações, testamentos relativos ao Mosteiro de Nossa Senhora da Piedade de Azeitão. Nos dois últimos cadernos "estão escritos os bens de raiz que pertencem ao hospital e albergaria da vila de Sesimbra. Apresenta à margem do texto, múltiplos elementos iconográficos, com motivos antropomórficos, zoomórficos, mitológicos, entre outros (nos cadernos n.º 5 e 6).
Rendas e foros que se arrecadavam no Armazém do Reino.
Tombo das fazendas, morgados, rendas, capelas e bens livres.
Constituído por um tombo dos bens móveis e imóveis.
Contém um auto de tombo e um auto de posse.
Carta. Oficial Diplomático do Real Arquivo da Torre de Tombo.
Carta. Continuo do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Continúo do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Porteiro do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Oficial Maior do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Oficial Maior do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Portaria. Porteiro do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Oficial Maior do Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Oficial Maior do Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Oficial Maior do Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Aminuense do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Oficial Maior do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Oficial Maior do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Oficial Diplomático do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Ofícial Diplomático do Real Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Amanuense do Arquivo da Torre do Tombo.
Provimento de Continuo do Arquivo da Torre do Tombo.
Carta. Continuo do Arquivo da Torre do Tombo.
Provimento. Emprego de continúo do Arquivo da Torre do Tombo.