Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for tombo and 14,862 records were found.

Há-de servir este livro para continuar o tombo dos bens do concelho. Ponte de Lima 1º de Junho de 1799. António José Soeiro de Gouveia. "Autos de continuação do tombo dos bens do Concelho desta villa e termo, a que por virtude da Ley novissima procedeo o Dr. Jose Soeiro de Gouvea Juiz de Fora com alçada nesta mesma villa e termo por Sua Magestade que Deos Guarde".
Tombo das propriedades da freguesia do Mosteiro e couto de Grijó. Este tombo consta de 3 tomos, sendo este o 1º. Contém a doação régia do couto do Mosteiro e confirmações dos primeiros reis, e doações dos coutos de Brito e Tarouquela ao mesmo Mosteiro (1128, 1139 e 1142), em traslado de 1598; contém ainda a relação dos títulos da jurisdição secular e eclesiástica do Mosteiro e dos privilégios, igrejas, doações, capelas e obrigações de missas.
O livro apresenta a seguinte informação: "Tombo das terras e propriedades do mosteiro do patriarca São Bento desta vila de Viana, feito pelo doutor Manuel da Silveira Correia, fidalgo da casa de sua magestade e seu juiz de fora com alçada nesta notável vila de Viana, por provisão particular de sua magestade. Ano de 1646, o qual tombo se fez sendo abadessa Natália de Jesus."
No princípio, depois de 1 fl, de guarda, encontra-se um "Index copioso / das couzas con / teudas em este pri / meiro volume dos Tombos de Ancede", em 23 fls.. Seguem-se 2 fls. em branco e 1 fl. com o título: "Tombo do Con / vento de Ancede, suas / cercas, e couto, Juris / dicções Regalias Eccle / sigsticas, Seculares, e Mi / litares, que mandou fazer o Reverendisso P.e Frey / Chrispim de Olivrª. M.e em / Santa Theologia dePutado / do Santo Offº., Pregador do / Sereníssiro Infante, exa / minador das tres ordens, militares, e prior do con vento de Sam D.os de LX.ª / por seu Procurador Geral o Reverendo Padre Frey / João da Costa". Tem as fls. numeradas e rubricadas com os sobrenomes "Soares Barbosa".
A fl. 1: "tombo da casa", contendo o testamento da instituidora e primeira regente "e mais prazos, títulos e provisões pertencentes a ele". Este livro contém uma breve sequência inicial, que foi iniciada e logo abandonadas "lembrança dos bemfeitores desta casa que as Senhoras Regentes que lhes sucederem devem encomendar a Deus em acto de comunidade", em fl. não numerado, apenas contendo um registo. Em fls. não numeradas no final, após o termo de encerramento, contém ainda uma "notícia das sepulturas do cruzeiro da igreja, feitas de novo no ano de 1753". A maior parte do livro está em branco (fls. 16v a 207).
Contém originais, certidões e traslados de cartas, alvarás e avisos régios, de sentenças cíveis, portarias, licenças, cautelas e despachos, de acordãos e provisões eclesiásticas, de transacções e composições, de cartas particulares, de ofícios da câmara, e a planta e alçado do dormitório, . Estes documentos tratam de assuntos diversos desde privilégios de isenção tributária até litígios com a Ordem Terceira, com irmandades e com particulares. Vários documentos estão relacionados com a reedificação do convento realizada entre 1764 e 1802. Nas primeiras folhas contém índice cronológico dos documentos presentes neste tombo.
Aprovação do tombo, sendo comendador Luís Martins de Sousa Chichorro e dispensa de novo tombo, concedida em 1662, ao comendador Lourenço de Amorim Pereira.
É o 13º do "Tombo do cartório", tratando-se do 2º tomo do tombo do Mosteiro iniciado no ano de 1677. Tombo das propriedades, rendas, pensões, etc., do Mosteiro; limites e demarcações dos dízimos; sentenças da sua caudelaria e dos direitos do padroado real e sobre os dízimos e ração na freguesia de Junqueira e nos montados de Parada e Outeiro Maior; medições e reconhecimentos de propriedades; doação régia a Paio Guterres, do couto de São Simão, e a dos herdeiros do Paio Guterres ao Mosteiro; alvará régio que deu ao Mosteiro a coutada de duzentas braças do Rio Este; posse, pelo geral da congregação , do Mosteiro de São Simão por morte do último comendatário. Inclui índice.
Trata-se de uma certidão do tombo de 1615-1616. Era comendador João Fogaça de Eça.
Trata-se de uma certidão do tombo de 1615-1616. Era comendador João Fogaça de Eça.
Inclui: Tombo da capela de Maria Raimunda de que é administrador Nuno [Fº] de Gomes do Campo de Mesquita, morador em Elvas; traslado de alvará relativo aos administradores da capela de Miguel Anes; tombo da Confraria das Lapas; testamento de Beatriz Domingues, mulher de Álvaro Vaz vidreiro (1535) ; testamento de D. Catarina de Lina, mulher de Rui de Brito; tombo da capela de Maria Simões de que é administrador Isabel Fernandes, mulher de André de Faria; tombo da capela do Coutinho de que é administrador Pedro Costa, treslado do testamento de Jorge Dias; tombo da confraria dos Bugalhos; tombo que se fez de certas heranças que um João Afonso de Val e Figueira, termo da vila de Santarém deixou a Jorge Anes seu irmão com carrego de certas missas e outros carregos; "Registo do provimento que o provedor Miguel Nogueira […] no livro da Confraria de Nossa Senhora da Ameixoeira", entre outros. Os f. estão rubricados por Johannes.
O livro apresenta a seguinte informação: "Tombo de escrituras várias dos foreiros do Seixal pertencentes a este Convento do Carmo de Lisboa. Ano de 1756"
Na lombada, lê-se: " Snn.c.ª / do 2.º Tombo / de Lobrigos". Tem as fls. nu,meradas e rubricadas com o sobrenome "Pereira".
Esta unidade de instalação apenas tem exposto do 1.º Círculo. Entre os fls. 39 a fl. 45 encontram-se expostos do 4.º Circulo, mas todos eles foram transferidos para a Roda do Porto, a grande maioria em Julho de 1845, pelo que se enquadram na ordenação cronológica do Tombo (Março de 1845 a Julho de 1847).
Bens e propriedades da Ordem de Malta, na extinta Alcaidaria-mor do Crato, sitos nas seguintes localidades: Amieira do Tejo, Gavião, Belver, Comenda, Envendos, Carvoeiro, Aldeia do Mato, Sardoal e nas povoações do termo de Abrantes. Contém treslado de alvará régio de 1699, relativo à elaboração do tombo.
No princípio encontra-se um índice dos casais a que se faz referência neste livro, em 1 fl.. Na mesma fl. de início, lê-se o seguinte título: "Tombo 6.º em Santa Crux". Segue-se 1 fl. em branco. Tem as fls. numeradas e rubricadas com o sobrenome "Cortes".
Tombo das propriedades, rendas, juros, foros e mais direitos do convento; testamento e doação da fundadora; bula e sentença apostólica dos resíduos do vínculo de Ferreirim; títulos da instituição das capelas do Amparo e do Presépio; sentença contra os provedores do hospital dos Palmeiros de São Crispim; padrões e tenças de juros; outra documentação. Traslado.
Tombo das rendas, juros, tenças, foros, propriedades e mais direitos do convento; breve de Clemente XI, da igreja de Pindelo e de Paulo III, da igreja de Sedielos; outra documentação. Neste livro, a fl. 6v faz referência à fundação do convento no ano de 1545.
No princípio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice em 7 fls inumers.. Segue-se ao índice inicial, 1 fl. com os seguintes título e termo de abertura: "Tombo 1.º dos tl.os antigos / este Livro hâ de Servir de Lansar a Snn.ca/ do Pr.º volume do Tombo dos tl.os e pergam. an /tigos do Convento de S.º Andre de Ancede / anexo inperpetuum ao de S. D.oz de Lx.ª / que eu como Juiz do Tombo aqui mandei /Lanser por provizão de El-Rey N. S. e por ver=/ d.e fiz este assento, que assigney hoje de / Janr.º 10 de 1747 ", etc. No Verso desta fl., lê-se: "Tombo dos títulos mais antigos do/ convento de santo Andre deste Couto / de Ancede que mandou fazer o Revere=/ dissº. Padre Mestre Frey Crispim do Santo Officio Pregador do/ Serenissº. Senhor Infante examinador das três/ Ordens Militares, e Prior do convento de São / Domingos de Lisboa por Seo Procurador ge- /ral o Padre Frey João da Costa".
Tombo das propriedades e foros pertencentes ao Convento de São Bento de Xabregas mandado fazer pelo padre Doutor Francisco de São Bernardo, geral da Congregação de São João Evangelista. Inclui termo de abertura e de encerramento assinado pelo Doutor Pedro de Mariz Sarmento, juiz.
O livro apresenta a seguinte informação: "Índex dos casais que estão neste tombo de 1555, o qual serve igualmente para uso da cópia autêntica extraída no Couto de Tibães, que para isso se fez comum e se conferiu título por título, e casal por casal, a cópia foi extraída em 1665 e este índex comum em 1820".
O livro apresenta a seguinte informação: "Tombo da demarcação deste couto que fez o doutor Diogo Mendes duro ouvidor de Barcelos, sendo geral o reverendíssimo padre o doutor e frei Cipriano de Mendonça, e prior frei Tomé da Esperança no ano de 1675".
Contém termo de encerramento de Santarém, 20 de Fevereiro de 1676, em que era comendadora Dona Francisca de Castro, Condessa de Unhão, camareira-mor da Rainha. Aprovação do tombo a 9 de Outubro de 1717, assinado por José Pereira Neves. Apresenta junto parte de um inventário dos bens da Ordem de 1436 e 1437.
Auto de tombo, mediação e demarcação de um prazo em vidas, denominado a Bastardeira, limite de Adão Lobo, em que é senhor directo o Real Hospital das Caldas da Rainha e senhor útil José Maria, do lugar de Adão Lobo, Cadaval.
Contém termo de abertura: "este livro que em conformidade das reais ordens há-de servir para a cópia do livro do tombos das propriedades arruinadas no Bairro do Limoeiro pelo terramoto do 1.º de Novembro de 1755, vai numerado com o número de folhas constante do respetivo termo de encerramento, todas por mim rubricadas. Lisboa, 26 de Março de 1819. O desembargador inspetor dos bairros e suas anexas por comissão da Portaria de 19 de Dezembro de 1818, copiada a folha 360 v. do livro do tombo do Bairro do Rossio. Dr. José António da Silva Pedrosa". Contém a folha de rosto verso: "nas margens deste livro vão notadas as folhas do original de que se extraiu esta cópia para melhor inteligência das suas verbas. Dr. José António da Silva Pedrosa". Na margem vem a indicação: "livro velho f.". Contém a folha 92 "portaria pela qual se mandou extrair cópia dos livros do tombo das propriedades arruinadas pelo terramoto do primeiro de Novembro de mil setecentos e cinquenta e cinco", Decreto de 25 de Março de 1807 referido na Portaria. Contém a folha 189 a conferência da cópia: "está conforme o original que se remeteu para o Real Arquivo na conformidade da Portaria de 19 de Dezembro de 1818. Dr. José António da Silva Pedrosa". Contém no verso da última folha o termo de encerramento: "tem este livro cento e oitenta e nove folhas de duas páginas não entrando em o número delas as duas em que vão escritos o termo de título e este de encerramento. Lisboa 26 de Março de1819. Dr. José António da Silva Pedrosa".
Autos de tombo, demarcação e medição de todas as coisas que em Sousel e seu termo pertenciam à Casa de Bragança. Inclui treslado de provisão régia com data de 15 de abril de 1601, autorizando a feitura do tombo e auto de juramento dado a Gaspar Vaz de Sousa, juiz dos tombos das terras do duque de Bragança pelo provedor da comarca de Viana a par do Lima, Manuel Correia Maldonado, para tombar as propriedades sitas no concelho de Entre Homem e Cabedo.
Tombo geral desta nossa província de São Filipe do reino de Portugal, feito depois do terramoto e incêncio sucessivo da cidade de Lisboa, no qual se consumiu tudo o que tinha a nossa Procuradoria Geral, como também o Convento de Corpus Cristi, donde ela estava no 1º de Novembro de 1755, e nele todos os que são devedores à província se acharão. Como também a fl. 405 em diante estão as dividas que os conventos devem. Fez-se sendo procurador geral o padre frei Bento de São Bernardo, padre frei João da Assunção em o ano de 1757. Contém à parte um índice dos devedores de capitais a juro da província dos Carmelistas Descalços, extraído do 1º tombo geral da mesma província.
Na lombada, lê-se: "Tombo 6.º / dos / Cazaes / de / Esrnoris Convento / De / Ansede". No princípio, tem 1 fl. de guarda, e na 1ª fl. numerada um termo de abertura, datado de 1751. Nas fls. 2v. e 3, encontra-se um índice dos casais a que se faz referência neste livro. Outro índice se encontra no fim, em 5 fls. inumers. Segue-se 1 fl. de guarda. Tem as fls. numeradas e rubricadas com os sobrenomes "Soares Barbosa".
No princípio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice dos casais, e dos autos de reconhecimento, a que se faz referência neste livro, em 3 fls.. Seguem-se 2 fls. em branco. Na 1ª. fl. numer. lê-se: "Tombo dos Bens e Rendas pertencentes Ao Convento de / Santo Andre de Ançede Sitos no mesmo Couto de Ançe / de deste concelho de Bayam da Comarqua do Porto". Tem as fls. numeradas e rubricadas com o sobrenome "Cortes".
O livro apresenta a seguinte informação: "Tombo de todos os bens, foros e propriedades pertencentes ao Mosteiro de São João de Cabanas da Ordem do Príncipe dos Patriarcas, o ínclito herói São Bento, feito no tempo em que é D. abade o reverendo padre pregador frei Constantino de São Luís e geral de toda a Congregação o muito reverendíssimo doutor frei José de Santa Maria".