Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for tombo and 9,996 records were found.

freguesias de São Julião, Santa Justa, Nossa Senhora dos Mártires, São Nicolau, Sé e Socorro
O documento refere também a criação de um lugar de oficial para elaborar o catálogo da dita Livraria e de um lugar de amanuense com habilitação e carta de perito em paleografia e diplomática, sendo necessário promover o estudo das mesmas cadeiras no Arquivo Nacional.
Tem as fls. rubricadas com o sobrenome "Cortes".
Contém traslados de alvarás, provisões, ordens, títulos, sentenças, cartas de confirmação de ofícios, etc
Traslados de testamentos
Escrituras de prazos efectuadas pela Contadoria sobre terras reguengas
Trata dos casais vozerios das freguesias de Serzedo (conclusão do livro anterior), Avintes, Seixezelo, Pedroso, Olival, Grijó e Santa Marinha. Tem índice no princípio, numa fl. inumerada.
Trata dos casais voteiros das freguesias de S. Félix da Marinha(conclusão do livro anterior), Guetim, Anta, Mafamude, Oliveira do Douro, Vilar de Andorinho, Sermonde, Perozinho e Serzedo. Tem índice no principio, numa fl. inumerada.
Trata dos casais voteiros das freguesias de Canelas, Gulpilhares, Valadares, Canidelo, Madalena, Vilar de Paraíso, Arcoselo e S. Félix da Marinha. Tem índice no princípio, numa fl. inumerada.
Foi procurador do comendador Manuel Mendes Paraíso.
Contém o “Título das vinhas de que se pagavam rações ou foros a adega [...]” e o “Título das propriedade da Mesa mestral de que os foreiros pagam aves e ovos [...]”.
Este índice é referente a pequenas fichas de papel organizadas nos chamados "rosários" que se acondicionavam em peças de madeira designadas gavetas. As fichas constituíam um instrumento de descrição documental.
Não consta em nenhuma folha, nomes dos empregados. As folhas estão assinadas pelo porteiro.
Ordem de Avis, Elvas, Varche, Quinta do Sardinha, Quinta de Santo António, Horta do Porto, Horta do Freixo, Horta da Assuda de Baixo, Horta do Saramugo, Sítio do Pendão, Herdade da Comendinha, Herdade da Amoreira, Horta do Roquete, Herdade das Pereiras, Herdade da Dordem, Herdade do Paço, Prazo de Carvalhinhos, Porta de Sousa, Quinta de Forte de Bolas, Sítio do Garro, Sítio de Gil Navalha, Sítio da Cocena.
Alegrete. Autos de medição e demarcação da fazenda pertencente à capela de Santa Ana.
Contém inventário de bens móveis, autos de medição, rendimentos, igrejas anexas, autos de reconhecimento e medição de propriedades, da igreja de Santa Maria de Fronteira
Referência às herdades das Freirinhas, Carvalhoso, Janela de Baixo, Casa Telhada, Mosqueiros, Montinho, Monte das Freiras, Pereiras, S. Pedro, de João Pires, Fontainhas, S. Pedro d`Almuro, Barradas, Caldeira, Cabaços, Fonte Velha, Albardeira, Sardos; courelas da Madalena, do Aires (Urra), Moutas do Reicão, Maceira, Cerejeira, Espanadeira; hortas do Pocinho e dos Pedregais; vinhas na Serra, Carvoeiro, Ribeira de Seda, Barrocas, Carvalhal e Loureiro; tapadas no sítio da Mouta, Soveral e do bexiga; fazendas na Ribeira de Caia, Moinho Velho, Loureiro; olivais no sítio da Lagem, Ribeiro do Crato, Casa dos Almagres, Mouta, Zipicancela, Cabo das Casas, Penedos Gordos, Rua de Santo André, Cabeças Ruivas, Cambitos, Fiteira, Ribeira de Seda, Mendeiros, Joinal e Pegada d`El Rei; casas na Rua de S. Martinho, sítio de S. Francisco, Ruas de Elvas, Oliveira, Porta do Postigo, Pelames, Lourenço Vaz, Cadeia, Capela, na Nave Longa, no Rossio do Espirito Santo, no Outeiro, na Rua da Sé, junto à Fonte da Devesa, Ruas do Paço, Cano e da Beata. Constituído por cartas de arrendamento, renovação de prazo, aforamento, amigável composição, compra e venda, desistência de foro, arrematação e reconhecimento de foro.
Contém uma memória da fundação do convento, escrituras, testamentos, documentos de capelas, doações, autos de posse, sentenças e rol dos guardiães do convento
Requerimento expedido em virtude de Mendo de Foios, corregedor da comarca de Portalegre que começara a tombar os bens do convento, se ter ausentado para a corte
Requerimento para se tombarem os bens do convento em virtude da destruição da praça de Arronches e dos cartórios nela existentes
Escrituras de emprazamentos, aforamentos e vendas de propriedades pertencentes à Mitra de Évora.
Contém o nome e localização das propriedades pertencentes à Santa Casa e respetiva descrição. Contém ainda o nome dos foreiros e respetivos foros, organizados por freguesias.
Contém o nome e localização das propriedades pertencentes à Santa Casa e respetiva descrição. Contém ainda o nome dos foreiros e respetivos foros, organizados por freguesias.
Relação das fazendas que deixou em vínculo de morgado o padre Francisco Rodrigues Serrão, seus rendimentos e obrigações
Conjunto se documentos reunidos com vista a provar e informar a posse de determinadas propriedades. Amaior parte dos documentos refere-se a prazos e foros. Inclui documentos de diversas tipologias tais como escrituras de emprazamento ou de arrendamento, recibos, arrematações, cópias e testamentos, cartas de partilha. Contém alguns documentos anexos.
Inclui junto um documento de 1764 relativo ao Casal da Cascalheira.
Livro n.º 9 do lançamento da décima eclesiástica das pessoas que recebem tenças por assentamentos nas folhas do almoxarifado da vila de Torres Novas no ano de 1799, importando na quantia total de 25$380, que após abate de 7$500 por falecimento da madre soror Maria Eugénia da Assunção, se obteve a quantia de 17$880, que foi remetida para o Erário Régio. Era superintendente das décimas, o juiz de fora da vila de Torres Novas, doutor José da Silva Loureiro Borges e José Antunes Peixoto de Azevedo, escrivão do subsídio militar das décimas e quintos.
Sobre visita do Presidente da República, General Craveiro Lopes.
Sobre condições precárias das instalações, entrevistas ao diretor, projeto para o novo edifício, transferência da documentação para as novas instalações, etc..
Sobre nomeações e demissões de diretores, inauguração do novo edifício, entrevista ao ex-diretor José Pereira da Cosa, infestações e desinfestações, queixas ao funcionamento da sala de leitura, etc..
Várias fases do novo edíficio: planta, em maquete, em construção e já construído.
A Igreja Colegiada de São João de Mocharro de Óbidos pertenceu sucessivamente, ao arcebispado e patriarcado de Lisboa.
O Colégio de Nossa Senhora do Carmo de Figueiró dos Vinhos era masculino e pertencia à Ordem dos Carmelitas Descalços. Também era designado por Convento de Corpus Christi de Figueiró dos Vinhos. Em 1601, foi iniciada a sua construção, por iniciativa de D. Pedro de Alcáçova, senhor da vila de Figueiró dos Vinhos. Em 1607, estabeleceu-se a comunidade. Em 1642, o convento foi destinado a Colégio das Artes e, posteriormente, ao ensino de filosofia. Aqui se realizaram também alguns Capítulos Provinciais. Em 1834, no âmbito da "Reforma geral eclesiástica" empreendida pelo Ministro e Secretário de Estado, Joaquim António de Aguiar, executada pela Comissão da Reforma Geral do Clero (1833-1837), pelo Decreto de 30 de Maio, foram extintos todos os conventos, mosteiros, colégios, hospícios e casas de religiosos de todas as ordens religiosas, ficando as de religiosas, sujeitas aos respectivos bispos, até à morte da última freira, data do encerramento definitivo. Os bens foram incorporados nos Próprios da Fazenda Nacional.
A Igreja Colegiada de Nossa Senhora da Várzea de Alenquer pertenceu ao arcediagado de Alenquer, e sucessivamente, ao bispado, arcebispado e patriarcado de Lisboa.
O Convento de Nossa Senhora do Carmo de Viana do Castelo, era masculino e pertencia à Ordem dos Carmelitas Descalços. Em 1618, foi fundado. No primeiro quartel do século XVII ensinava-se Teologia Moral, nesta Casa, onde viria a funcionar um Colégio de Coristas. Em 1834, no âmbito da "Reforma geral eclesiástica" empreendida pelo Ministro e Secretário de Estado, Joaquim António de Aguiar, executada pela Comissão da Reforma Geral do Clero (1833-1837), pelo Decreto de 30 de Maio, foram extintos todos os conventos, mosteiros, colégios, hospícios e casas de religiosos de todas as ordens religiosas, ficando as de religiosas, sujeitas aos respectivos bispos, até à morte da última freira, data do encerramento definitivo. Os bens foram incorporados nos Próprios da Fazenda Nacional.
Constituído por registos de tombos. Livro contém 390 folhas incorretamente numeradas: - folhas 1 a 6, seguinte não numerada; - folhas 7 a 8, seguinte não numerada; - folhas 9 a 46, seguinte não numerada; - folhas 47 a 75, seguinte não numerada; - folhas 76 a 132, seguinte não numerada; - folhas 133 a 217, 5 folhas seguintes não numeradas e rasgadas; - folhas 218 a 232, seguinte não numerada; - folhas 233 a 340, passando para a folha 335 até à 370. Tem 3 folhas em branco rasgadas. Tipologia e suporte: Manuscrito.
O Convento de Santa Maria de Portalegre era masculino, e pertencia à Ordem dos Eremitas Descalços de Santo Agostinho (Agostinhos Descalços). Em 1673, os religiosos descalços da Ordem de Santo Agostinho receberam alvará de D. Ricardo Russel, bispo de Portalegre para fundarem um convento em Portalegre. Este foi confirmado por breve do papa Clemente X, de 1675. Em 1677, os Eremitas Descalços obtiveram consentimento para mudarem o convento para a Ermida de Nossa Senhora da Penha, nos arredores de Portalegre. Em 1688, a comunidade religiosa regressada da ermida enviou um requerimento a D. João de Mascarenhas, bispo de Portalegre, para confirmar a mercê dada pelo seu antecessor, relativa à fundação do convento no sítio de Santa Maria, intra-muros da cidade. Em 1834, no âmbito da "Reforma geral eclesiástica" empreendida pelo Ministro e Secretário de Estado, Joaquim António de Aguiar, executada pela Comissão da Reforma Geral do Clero (1833-1837), pelo Decreto de 30 de Maio, foram extintos todos os conventos, mosteiros, colégios, hospícios e casas de religiosos de todas as ordens religiosas, ficando as de religiosas, sujeitas aos respectivos bispos, até à morte da última freira, data do encerramento definitivo. Os bens foram incorporados nos Próprios da Fazenda Nacional.
Coleção de Tombos das Arrematações das Rendas da Câmara. Rubricado por José Inácio de Miranda.
Coleção de Tombos das Arrematações das Rendas da Câmara. Rubricado por Francisco Guerreiro Camacho de Aboim.
Coleção de Tombos das Arrematações das Rendas da Câmara. Rubricado por João António de Moraes.
Coleção de Tombos das Arrematações das Rendas da Câmara. Rubricado por Luís Freire da Fonseca Coutinho.
Coleção de Tombos das Arrematações das Rendas da Câmara. Rubricado por João Rodrigues da Costa.