Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for tombo and 14,842 records were found.

No princípio, depois de 4 fls. de guarda, encontra-se um índice dos prazos, em 2 fls., precedido do título: "Livro duodeci / mo Tombo de prazos do mosteiro de Amcede / Taboada".
No início, lê-se: "Tombo 15 dos prazos começa no ano de 615". Na lombada, lê-se: "T.º 15.º / antigo". A fls. 285, contém um índice dos prazos. Seguem-se 3 fls. de guarda.
No princípio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice onomástico, em 3 fls., precedido do seguinte título: "Tombo 2.º de Aregos". Tem as fls. rubricadas com o sobrenome "Cortes".
Tombo dos bens de prazo sito em Celeirós, de que são direitos senhores Francisco de Barros Araújo Teixeira Homem e sua mulher, Luísa Joaquina de Arrochela Almada e Castro.
Tombo dos bens e propriedades das capelas e aniversários que se cantam no convento de Tomar, feito pelo Dr. Pedro Álvares, em cumprimento do alvará de 6 de Maio de 1542.
Na lombada, lê-se: "AUTOS / DO TOMBO / DO L.º 15 / ANNO DE 1763 / P. 1". No fim, encontra-se um índice alfabético dos autos de reconhecimento deste livro, em 3 fls..
Na lombada, lê-se: "AUTOS / DO TOMBO / DO L.º 9. / ANNO DE 1734 / P. 1". No princípio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice alfabético dos autos de reconhecimento contidos neste livro, em 2 fls..
Na lombada, lê-se: "AUTOS / DO TOMBO / DO L.º 11. / ANNO DE 1741 / P. 3". No princípio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice alfabético dos autos de reconhecimento deste livro, em 2 fls.
Na lombada, lê-se: "Tombo / Arrifa / na / 1637". No princípio, encontra-se um índice dos possuidores das terras e casas a que se faz referência neste livro, em 11 fls.. Seguem-se 2 fls. em branco.
No princípio, encontra-se um índice, em 2 fls. inumers.. Tem as fls. rubricadas com o sobrenome "Fonseca". Na lombada lê-se: "Tombo no / no de An / cede = 1696".
Contém termo de abertura: "este livro que em conformidade da Portaria copiada a folhas trezentas e cinquenta e quatro verso há-de servir para a cópia do tombo das propriedades do Bairro do Remolares arruinadas pelo terramoto do primeiro de Novembro de mil setecentos e cinquenta e cinco, vai numerado com o número de folhas constante do repetivo termo de encerramento todas por mim rubricadas. Lisboa, 6 de Abril de 1819. O desembargador inspetor dos bairros e suas anexas por comissão da Portaria de 19 de Dezembro de 1818, copiada a folha 360 v. do livro do tombo do Bairro do Rossio. Dr. José António da Silva Pedrosa". Contém a folha de rosto verso: "nas margens deste livro vão notadas as folhas do original de que se extraiu esta cópia para melhor inteligência das suas verbas. Dr. José António da Silva Pedrosa". Na margem vem a indicação: "livro velho f.". Contém a folha 354v.: "Portaria pela qual se mandou extrair cópia dos tombos das propriedades arruinadas pelo terramoto do primeiro de Novembro de mil setecentos e cinquenta e cinco". Na portaria ordena-se que o escrivão da inspeção, Francisco Álvares de Carvalho, entregue os originais ao terceiro escriturário do Erário Régio, José Bonifácio Borges e Castro "o qual os restituirá ao dito escrivão com as cópias autênticas que se forem fazendo para se conferirem, rubricarem e terem o seu devido destino". Em 1807 o Marquês de Borba é um dos governadores do Reino a administrador geral do Erário Régio. Contém a folha 355: Decreto de 25 de Maio de 1807 pelo qual o príncipe regente ordena ao ao regedor que mande fazer cópias autenticadas dos tombos de Lisboa enviando para a Torre do Tombo os originais e distribuindo as cópias aos cartórios do escrivães respetivos. Ordena tambem que se formalizem folhas de despesa para o Erário Régio pagar. Contém a folha 355v. a conferência da cópia: "está conforme o original que se remeteu para o Real Arquivo na conformidade da Portaria de 19 de Dezembro de 1818. Dr. José António da Silva Pedrosa". Contém no verso da última folha o termo de encerramento: "tem este livro trezentas cinquenta e cinco folhas de duas páginas cada uma não entrando em o número delas as duas em que vão escritos o termo de título e este do encerramento. Lisboa 6 de Abril, de 1819. Dr. José António da Silva Pedrosa".
Feitos três exemplares do mesmo teor: um para a câmara do concelho de Barrô e Aguada, outro para o senhorio dos direitos, outro para a Torre do Tombo.
Alvará do príncipe D. Pedro para se continuar a fazer o tombo dos bens do convento
Série formada pelos autos de reconhecimento e pelo tomo 1 do tombo de Moreira.
No princípio, depois de 1 fl. de guarda, lê-se o seguyinte título: "Tombo Segundo do tombo do Convento de Ancede / que conthem oito Cazais deste Couto, pella ordem abay/ xo declarados, o qual mandou fazer o reverendissimo Pa / dar Frey Chrispim de oliveyra mestre em Santa Theologia / deputado do Santo Officio Pregador do Serenissimo Infante / examinador das tres ordens Millitares, e Prior do Convento / de Sam Domingos de Lisboa, por Seu procurador geral o Re / verendo Padre Frey Joam da Costa / Anno de 1747". O índice dos casais a que se faz referência no título original encontra-se na fl. 3. Tem as fls. numeradas e rubricadas com os sobrenomes "Soares Barbosa".
Tombo dos casais, herdades e censos, pertencentes à mesa dos cónegos do mosteiro, feito por João Gordo, notário apostólico, a pedido dos cónegos Pêro Vaz, Pêro Gonçalves e Brás Anes, a 20 de Julho de 1459 (E. de 1497). Os cónegos apresentaram o tombo ao provisor do arcebispado, em 2 de Outubro de 1562. Tem documentos referentes às freguesias de São Miguel de Arcos, São Tiago, Santa Eulália de Negreiros, Santa Eulália de Vala, São Martinho do Outeiro (assento da igreja), dos concelhos de Barcelos e Vila do Conde e à freguesia de São Tomé (termo de Guimarães).
Na 1ª. fl., encontra-se um índice das quebradas e casais a que se faz referência neste livro. Na mesma fl., lê-se o seguinte título: "Tombo 7.º em Santa Crux, e de Fatiota". Segue-se 1 fl. em branco. Entre as fls. 696 e 1, há um índice com o seguinte título: "Index do tombo da fatiota das frg.as . do Gobbe e S.ta cruz dos / Cazr.os que o d.to Tombo tem". Tem as fls. numeradas e rubricadas com o sobrenome "Cortes".
Auto de tombo e medição de um prazo do Real Hospital de Caldas da Rainha a requerimento de Francisco de Sales Craveiro Baptista, de Caldas da Rainha.
Tombo das rendas do Mosteiro mandado fazer pelo prior D. Afonso Esteves; rol dos aniversários e outras obrigações de missas; inventário dos ornamentos da igreja, etc.
Copia do livro do tombo deos bens da confraria do santissimo sacramento, erecta na egreja paroquial de São João da Foz do Douro, bairro ocidental.
O tombo foi mandado fazer pelo rei D. Manuel I, e começado pelo padre frei Aires de Azevedo e padre frei Amador Pires. Tem índice no início.
É a 1ª parte do tombo feito por ordem da Casa por Manuel Venâncio Deslandes e inclui plantas de diversos casais.
É a 2ª parte do tombo feito por ordem da Casa por Manuel Venâncio Deslandes e inclui plantas de diversos casais.
Na 1.ª fl. numer., lê-se o seguinte título: "Tombo do Convento de Sancto Andre de Ance / de dos Bens, Rendas, e propriedades que tem / na frg.a de Sancta Cruz do Conc.º. de Bajão da / Com.ca do Porto". Tem as fls. numeradas e rubricadas com o sobrenome "Cortes".
Na lombada, lê-se: "Mancellos Tom. / de pennaguião 6.º / 1687".No princípio, encontram-se 4 fls. em branco. Na 1.ª fl. numer., lê-se a seguinte nota: "Traslado do Tombo dos Conventos de São Gonsalo de / Amarante e São Domingos de Villa Real que se fez / no Luguar da Veiga das propriedades foreyras / São Martinho de Mancellos anexo aos ditos Con / ventos".
No princípio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se 1 fl. com o seguinte título: "Primeiro vollume do Tombo desta / Balliagem de Leça", etc.. No fim, tem um índice em 3 fls., e 2 fls. de guarda. Tem as fls. numers. rubricadas "Brandão".
Na 1.ª fl. numer., lê-se: "Campello / Tombo dos bens, e Rendas da freguezia de são Bartholameu de / Campello pertencentes ao conven=/ to de santo Andre de / Ançede, o quoal he anexo ao com / vento de são Domingos da / Cidade de / Lisboa". Tem as fls. numeradas e rubricadas com o sobrenome "Cortes".
No princípio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice onomástico, em 3 fls.. Na 1ª fl. deste índice, lê-se a seguinte nota: "Seguesse o Tombo Nono do Gobe". Há ainda 4 fls. em branco, antecedendo a 1.ª fl. numer.. Tem as fls. numeradas e rubricadas com o sobrenome "Cortes".
No princípio, depois de 2 fls. em branco, encontra-se o seguinte título: "Tombo das Fazendas e cazais pertenssem / tes e tocantes ao mosteiro de São Martinho / de Mancellos anexo imperpetuum aos Com / ventos de São Gomsallo de Amarante / e São Domingos de Villa Real feito pello dou / tor Juis de fora da Villa de Amaran / the".
No princípio, encontra-se um índice, em 2 fls.. A preceder o índice, encontra-se o seguinte título: "Index dos casais que con/ tem este 3º. tombo na Fre/ gª. de Ancede, na Fregª de S.ta. Leocadia, e na Fregª. de Messinhata, / e na Fregª de Campello". Seguem-se 7 fls. em branco.
Contém bulas e breves de privilégios pontifícios atribuídos ao Convento de São Francisco - Porto, bem como sentenças e provisões régias, doações, composições, autorizações e advertências. Alguns documentos são traslados ou cópias de originais. Contém no início um índice cronológico dos documentos deste tombo.
O livro apresenta a seguinte informação: "Cópia autêntica do tombo antigo feito no ano de 1555, e extraído no Couto de Tibães em 1665. O índex dos casais e dos foros das terras deste tombo vai no índex do original, que para isso se fez comum".
Livro de tombo das propriedades pertencentes ao convento.
Livro de tombo das propriedades pertencentes ao convento.
Livro de tombo das propriedades pertencentes ao convento.
Livro de tombo das propriedades pertencentes ao convento.
Constituído por um tombo das fazendas pertencentes à Capela.
No princípio, depois de 1 fl. de guarda, lê-se o seguinte termo de abertura: "Este Livro há de Servir de Lansar / a Snn.ª do quinto volume do Tombo / dos foros, e terras do Couto do Mosteiro / de Ancede foreiras ao mesmo, que hé / annexo inperpetuum ao de São / Domingos de Lisboa; as quais terras / São Sitas no Adferreiro, Matoza, e Balde, Ancede de Marso 8 de / 1751", etc. No fim, depois da última fl. numer. e rubricada, encontra-se um índice em 3 fls. inumers., precedido do seguinte título: "Indez das couzas necess.ras de Saber, que compre- / pende este quinto volume do Tombo do Mostr.º de Ancede, /" etc. Seguem-se 2 fls. de guarda. Tem as fls. numeradas e rubricadas com os sobrenomes "Soares Barbosa".
Livro dividido em duas partes, com foliações independentes. A primeira parte (fl. 1 a 125), contém o relatório das escrituras dos bens que o Mosteiro de Santos possui no Ribatejo, em Almada, Palmela, Alhos Vedros, Coina, Alcochete, Aldeia Galega [da Merceana] e Alcácer [do Sal], com o sumário de cada uma das ditas escrituras, que estão numeradas de 1 a 381. A segunda parte tem quatro subdivisões, com foliações independentes, que correspondem ao tombo dos bens que o Mosteiro possui no Lumiar, no Paço do Lumiar e na Mouraria e outras partes [de Lisboa]. Inclui ainda a cópia do regimento de 24 de Novembro de 1579 e das provisões, pelo qual foi ordenado ao Dr. Francisco Nogueira que fizesse o tombo das propriedades do dito Mosteiro.
Na 1.ª folha: "Tombo 2.º Do Convento de S. Francisco da Cidade do Porto." Processo com os registos e transcrições dos privilégios régios, eclesiásticos e pontifícios atribuídos ao Convento de São Francisco - Porto. Contém alvarás régios, cartas régias de privilégio e sentença, bulas e breves papais, cartas eclesiásticas, cartas de nomeação, instrumentos de composição, instrumentos de traslado de diversos documentos. Contém também cópias de actas da Irmandade do Santíssimo Sacramento e do Cordão e Chagas de S. Francisco. Cada documento em pergaminho é precedido da respectiva transcrição em papel, feita em 1811, aquando da reforma do convento. Inclui um índice cronológico no início deste tombo. Os documentos já não possuem os selos pendentes. Faz referência em nota ao "Tom. 8º das Collecçoens in folio f172".
Este tombo divide-se em duas partes. A primeira consta do registo dos dinheiros e respectivos juros reais e pessoais relativos a missas ou legados do Convento de Nossa Senhora do Carmo do Porto cobrados à Procuradoria Geral de Lisboa - com sede no Convento de Corpus Christi de Lisboa da mesma Província de Portugal da Ordem dos Carmelitas Descalços - bem como do registo das esmolas, das dívidas e do dinheiro que se perdeu do Convento. A segunda parte contém os registos de distrates.
No princípio, depois de 4 fls. de guarda, encontra-se 1 fl. com o seguinte título: "Segundo vollume do Tombo desta Ballia / gem de Leça q. principia no que a elle pertence e / na Freg.ª de S. Miguel de Barreiros, e acaba na / de S. Faustino de Gueifãis, e no fim Léva seo / enserram.º", etc. No fim, tem um índice dos reconhecimentos, em 2 fls.. Tem as fls. numers. rubricadas "Brandão".
No princípio, depois de 2 fls. de guarda , encontra-se 1 fl. com o seguinte título: "Tombo da frg.ª de Taboado / e de St.ª M.ª de Gundar. e / da frg.ª de Mesquinhata, e da / frg.ª de St.ª Crus e da de São João / de ouvi!; e - da de Gestaço e da / de Ançede, e de paulla". Seguem-se índices das freguesias e casais a que se faz referência neste livro, em 2 fls. inumeradas.
No princípio de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice dos títulos, em 6 fls. numers.; segue-se 1 fl. em branco. Na 1ª fl. numer. e rubricada, lêem-se os seguintes título e termo de abertura: "Tombo 3º. dos tl.os antigos / Este Livro há de Servir para Lansar os tl.os antigos / deste Convento de Santo Andre de Ancede pertencen / tes as regalias Jurisd.ans e Isenções do mesmo Conven / to e alguns prazos, e mais papeis em virtude das Provi / zoes de Sua Mag.de como Juiz que Sou do Tombo do m.º com/vento, e por verdade fiz este assento Ancede de Dez-/embro 26 de 1749", etc., Na 2.ª fl. numer., lê-se: "Tombo das Sentenças, Privilegios, Provizoes, Alvaras /e mais papeis pertencentes as regalias, e izenções do Couto/ de Ancede e Seos direitos reais, que mandou fazer o Reverendi / ssimo Padre Mestre Frey Silvestre de Santo Tomas consultor/ do Santo Officio e de Bulla e examinador das três Ordens mili / tares Prior do Convento de São Domingos de Lisboa e vigario ge/ral deste Provincia".
Tombo das fazendas pertencentes à Capela. De 28x21 cm, tem 95 fólios numerados de 1 a 95, antecedidos de um fólio com a anterior transcrição e 2 fólios de guarda, encontrando-se o primeiro destes fólios manuscrito com notas apócrifas. A encadernação é da época, em pergaminho flexível (palimpsesto do anterior tombo), com aba, atilho e rótulo de papel branco cobre a capa anterior, em tinta debotada “Tombo do Castello”. O códice foi escrito a uma só mão, em caligrafia regular e legível, com fecho do documento no fólio 79, apresentando várias assinaturas e a data final de 1722.
Pelo decreto de 4 de Dezembro de 1843 foi criada uma comissão, depois conhecida como Comissão do Tombo dos Bens da Coroa, a qual dependia da Vedoria da Casa Real composta por Joaquim Possidónio Narciso da Silva, arquitecto da casa real, por José António de Abreu, capitão de engenheiros, por Francisco José Caldas Aulete, solicitador da casa real e ainda pelo literato e bibliotecário de Sua Majestade Alexandre Herculano de Carvalho. Este último integrou a equipa de trabalho a pedido da própria comissão, atendendo ao seu reconhecido mérito. Competia a esta comissão proceder ao exame, recenseamento e tombo geral de todas as propriedades que constituíam o património da coroa, em conformidade com o artigo 85 da carta constitucional da monarquia. Assim deveriam ser objecto de trabalho os almoxarifados do paço das Necessidades, Ajuda, Alfeite, Bemposta, Caxias, Mafra, Pinheiro, Queluz, Salvaterra, Sintra, Vendas Novas e ainda herdades do Arneiro e Adua, entre outros.
Cópia do tombo dos bens da Confraria de Nossa Senhora da Soledade, erecta na freguesia de Assunção (Sé) de Elvas, datado de 15/11/1842, e cópia dos estatutos da confraria, datados de 08/05/1838
No princípio, depois de 4 fls. em branco, encontra-se 1 fl. com o seguinte título: "Quarto vollume do Tombo desta Ballia / gem de Leça, que principia na aldeia de Gatõis, / e finda na Freg.ª da Palmeira [...]".
Tombo das propriedades da freguesia do Mosteiro e couto de Grijó. Este tombo consta de 3 tomos, sendo este o 1º. Contém a doação régia do couto do Mosteiro e confirmações dos primeiros reis, e doações dos coutos de Brito e Tarouquela ao mesmo Mosteiro (1128, 1139 e 1142), em traslado de 1598; contém ainda a relação dos títulos da jurisdição secular e eclesiástica do Mosteiro e dos privilégios, igrejas, doações, capelas e obrigações de missas.
Na lombada, lê-se: "Tombo 1.º da / Arrifana de Souza / hoje Pennafiel". No princípio, encontra-se um índice das propriedades a que se faz referência neste livro, em 8 fls. numers., e rubricadas, precedido do seguinte título: "Index das Propriedades q contem / este prim.º Livro do Tombo, de Arrifana / de Souza, e outros Casais foreiros deste / Convento de S. Gonçalo de Arnarante". Seguem-se 10 fls. em branco, inumers., continuando depois a numeração já principiada.
Há-de servir este livro para continuar o tombo dos bens do concelho. Ponte de Lima 1º de Junho de 1799. António José Soeiro de Gouveia. "Autos de continuação do tombo dos bens do Concelho desta villa e termo, a que por virtude da Ley novissima procedeo o Dr. Jose Soeiro de Gouvea Juiz de Fora com alçada nesta mesma villa e termo por Sua Magestade que Deos Guarde".
O livro apresenta a seguinte informação: "Tombo das terras e propriedades do mosteiro do patriarca São Bento desta vila de Viana, feito pelo doutor Manuel da Silveira Correia, fidalgo da casa de sua magestade e seu juiz de fora com alçada nesta notável vila de Viana, por provisão particular de sua magestade. Ano de 1646, o qual tombo se fez sendo abadessa Natália de Jesus."
No princípio, depois de 1 fl, de guarda, encontra-se um "Index copioso / das couzas con / teudas em este pri / meiro volume dos Tombos de Ancede", em 23 fls.. Seguem-se 2 fls. em branco e 1 fl. com o título: "Tombo do Con / vento de Ancede, suas / cercas, e couto, Juris / dicções Regalias Eccle / sigsticas, Seculares, e Mi / litares, que mandou fazer o Reverendisso P.e Frey / Chrispim de Olivrª. M.e em / Santa Theologia dePutado / do Santo Offº., Pregador do / Sereníssiro Infante, exa / minador das tres ordens, militares, e prior do con vento de Sam D.os de LX.ª / por seu Procurador Geral o Reverendo Padre Frey / João da Costa". Tem as fls. numeradas e rubricadas com os sobrenomes "Soares Barbosa".
A fl. 1: "tombo da casa", contendo o testamento da instituidora e primeira regente "e mais prazos, títulos e provisões pertencentes a ele". Este livro contém uma breve sequência inicial, que foi iniciada e logo abandonadas "lembrança dos bemfeitores desta casa que as Senhoras Regentes que lhes sucederem devem encomendar a Deus em acto de comunidade", em fl. não numerado, apenas contendo um registo. Em fls. não numeradas no final, após o termo de encerramento, contém ainda uma "notícia das sepulturas do cruzeiro da igreja, feitas de novo no ano de 1753". A maior parte do livro está em branco (fls. 16v a 207).
Contém originais, certidões e traslados de cartas, alvarás e avisos régios, de sentenças cíveis, portarias, licenças, cautelas e despachos, de acordãos e provisões eclesiásticas, de transacções e composições, de cartas particulares, de ofícios da câmara, e a planta e alçado do dormitório, . Estes documentos tratam de assuntos diversos desde privilégios de isenção tributária até litígios com a Ordem Terceira, com irmandades e com particulares. Vários documentos estão relacionados com a reedificação do convento realizada entre 1764 e 1802. Nas primeiras folhas contém índice cronológico dos documentos presentes neste tombo.
Aprovação do tombo, sendo comendador Luís Martins de Sousa Chichorro e dispensa de novo tombo, concedida em 1662, ao comendador Lourenço de Amorim Pereira.
É o 13º do "Tombo do cartório", tratando-se do 2º tomo do tombo do Mosteiro iniciado no ano de 1677. Tombo das propriedades, rendas, pensões, etc., do Mosteiro; limites e demarcações dos dízimos; sentenças da sua caudelaria e dos direitos do padroado real e sobre os dízimos e ração na freguesia de Junqueira e nos montados de Parada e Outeiro Maior; medições e reconhecimentos de propriedades; doação régia a Paio Guterres, do couto de São Simão, e a dos herdeiros do Paio Guterres ao Mosteiro; alvará régio que deu ao Mosteiro a coutada de duzentas braças do Rio Este; posse, pelo geral da congregação , do Mosteiro de São Simão por morte do último comendatário. Inclui índice.
Trata-se de uma certidão do tombo de 1615-1616. Era comendador João Fogaça de Eça.
Trata-se de uma certidão do tombo de 1615-1616. Era comendador João Fogaça de Eça.
Inclui: Tombo da capela de Maria Raimunda de que é administrador Nuno [Fº] de Gomes do Campo de Mesquita, morador em Elvas; traslado de alvará relativo aos administradores da capela de Miguel Anes; tombo da Confraria das Lapas; testamento de Beatriz Domingues, mulher de Álvaro Vaz vidreiro (1535) ; testamento de D. Catarina de Lina, mulher de Rui de Brito; tombo da capela de Maria Simões de que é administrador Isabel Fernandes, mulher de André de Faria; tombo da capela do Coutinho de que é administrador Pedro Costa, treslado do testamento de Jorge Dias; tombo da confraria dos Bugalhos; tombo que se fez de certas heranças que um João Afonso de Val e Figueira, termo da vila de Santarém deixou a Jorge Anes seu irmão com carrego de certas missas e outros carregos; "Registo do provimento que o provedor Miguel Nogueira […] no livro da Confraria de Nossa Senhora da Ameixoeira", entre outros. Os f. estão rubricados por Johannes.
Na lombada, lê-se: " Snn.c.ª / do 2.º Tombo / de Lobrigos". Tem as fls. nu,meradas e rubricadas com o sobrenome "Pereira".
O livro apresenta a seguinte informação: "Tombo de escrituras várias dos foreiros do Seixal pertencentes a este Convento do Carmo de Lisboa. Ano de 1756"
Esta unidade de instalação apenas tem exposto do 1.º Círculo. Entre os fls. 39 a fl. 45 encontram-se expostos do 4.º Circulo, mas todos eles foram transferidos para a Roda do Porto, a grande maioria em Julho de 1845, pelo que se enquadram na ordenação cronológica do Tombo (Março de 1845 a Julho de 1847).
Tombo das propriedades, rendas, juros, foros e mais direitos do convento; testamento e doação da fundadora; bula e sentença apostólica dos resíduos do vínculo de Ferreirim; títulos da instituição das capelas do Amparo e do Presépio; sentença contra os provedores do hospital dos Palmeiros de São Crispim; padrões e tenças de juros; outra documentação. Traslado.
O livro apresenta a seguinte informação: "Índex dos casais que estão neste tombo de 1555, o qual serve igualmente para uso da cópia autêntica extraída no Couto de Tibães, que para isso se fez comum e se conferiu título por título, e casal por casal, a cópia foi extraída em 1665 e este índex comum em 1820".
O livro apresenta a seguinte informação: "Tombo da demarcação deste couto que fez o doutor Diogo Mendes duro ouvidor de Barcelos, sendo geral o reverendíssimo padre o doutor e frei Cipriano de Mendonça, e prior frei Tomé da Esperança no ano de 1675".
Auto de tombo, mediação e demarcação de um prazo em vidas, denominado a Bastardeira, limite de Adão Lobo, em que é senhor directo o Real Hospital das Caldas da Rainha e senhor útil José Maria, do lugar de Adão Lobo, Cadaval.
Bens e propriedades da Ordem de Malta, na extinta Alcaidaria-mor do Crato, sitos nas seguintes localidades: Amieira do Tejo, Gavião, Belver, Comenda, Envendos, Carvoeiro, Aldeia do Mato, Sardoal e nas povoações do termo de Abrantes. Contém treslado de alvará régio de 1699, relativo à elaboração do tombo.
No princípio encontra-se um índice dos casais a que se faz referência neste livro, em 1 fl.. Na mesma fl. de início, lê-se o seguinte título: "Tombo 6.º em Santa Crux". Segue-se 1 fl. em branco. Tem as fls. numeradas e rubricadas com o sobrenome "Cortes".
Tombo das rendas, juros, tenças, foros, propriedades e mais direitos do convento; breve de Clemente XI, da igreja de Pindelo e de Paulo III, da igreja de Sedielos; outra documentação. Neste livro, a fl. 6v faz referência à fundação do convento no ano de 1545.
No princípio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice em 7 fls inumers.. Segue-se ao índice inicial, 1 fl. com os seguintes título e termo de abertura: "Tombo 1.º dos tl.os antigos / este Livro hâ de Servir de Lansar a Snn.ca/ do Pr.º volume do Tombo dos tl.os e pergam. an /tigos do Convento de S.º Andre de Ancede / anexo inperpetuum ao de S. D.oz de Lx.ª / que eu como Juiz do Tombo aqui mandei /Lanser por provizão de El-Rey N. S. e por ver=/ d.e fiz este assento, que assigney hoje de / Janr.º 10 de 1747 ", etc. No Verso desta fl., lê-se: "Tombo dos títulos mais antigos do/ convento de santo Andre deste Couto / de Ancede que mandou fazer o Revere=/ dissº. Padre Mestre Frey Crispim do Santo Officio Pregador do/ Serenissº. Senhor Infante examinador das três/ Ordens Militares, e Prior do convento de São / Domingos de Lisboa por Seo Procurador ge- /ral o Padre Frey João da Costa".
Tombo das propriedades e foros pertencentes ao Convento de São Bento de Xabregas mandado fazer pelo padre Doutor Francisco de São Bernardo, geral da Congregação de São João Evangelista. Inclui termo de abertura e de encerramento assinado pelo Doutor Pedro de Mariz Sarmento, juiz.
Contém termo de encerramento de Santarém, 20 de Fevereiro de 1676, em que era comendadora Dona Francisca de Castro, Condessa de Unhão, camareira-mor da Rainha. Aprovação do tombo a 9 de Outubro de 1717, assinado por José Pereira Neves. Apresenta junto parte de um inventário dos bens da Ordem de 1436 e 1437.
Contém termo de abertura: "este livro que em conformidade das reais ordens há-de servir para a cópia do livro do tombos das propriedades arruinadas no Bairro do Limoeiro pelo terramoto do 1.º de Novembro de 1755, vai numerado com o número de folhas constante do respetivo termo de encerramento, todas por mim rubricadas. Lisboa, 26 de Março de 1819. O desembargador inspetor dos bairros e suas anexas por comissão da Portaria de 19 de Dezembro de 1818, copiada a folha 360 v. do livro do tombo do Bairro do Rossio. Dr. José António da Silva Pedrosa". Contém a folha de rosto verso: "nas margens deste livro vão notadas as folhas do original de que se extraiu esta cópia para melhor inteligência das suas verbas. Dr. José António da Silva Pedrosa". Na margem vem a indicação: "livro velho f.". Contém a folha 92 "portaria pela qual se mandou extrair cópia dos livros do tombo das propriedades arruinadas pelo terramoto do primeiro de Novembro de mil setecentos e cinquenta e cinco", Decreto de 25 de Março de 1807 referido na Portaria. Contém a folha 189 a conferência da cópia: "está conforme o original que se remeteu para o Real Arquivo na conformidade da Portaria de 19 de Dezembro de 1818. Dr. José António da Silva Pedrosa". Contém no verso da última folha o termo de encerramento: "tem este livro cento e oitenta e nove folhas de duas páginas não entrando em o número delas as duas em que vão escritos o termo de título e este de encerramento. Lisboa 26 de Março de1819. Dr. José António da Silva Pedrosa".
Autos de tombo, demarcação e medição de todas as coisas que em Sousel e seu termo pertenciam à Casa de Bragança. Inclui treslado de provisão régia com data de 15 de abril de 1601, autorizando a feitura do tombo e auto de juramento dado a Gaspar Vaz de Sousa, juiz dos tombos das terras do duque de Bragança pelo provedor da comarca de Viana a par do Lima, Manuel Correia Maldonado, para tombar as propriedades sitas no concelho de Entre Homem e Cabedo.
Tombo geral desta nossa província de São Filipe do reino de Portugal, feito depois do terramoto e incêncio sucessivo da cidade de Lisboa, no qual se consumiu tudo o que tinha a nossa Procuradoria Geral, como também o Convento de Corpus Cristi, donde ela estava no 1º de Novembro de 1755, e nele todos os que são devedores à província se acharão. Como também a fl. 405 em diante estão as dividas que os conventos devem. Fez-se sendo procurador geral o padre frei Bento de São Bernardo, padre frei João da Assunção em o ano de 1757. Contém à parte um índice dos devedores de capitais a juro da província dos Carmelistas Descalços, extraído do 1º tombo geral da mesma província.
Na lombada, lê-se: "Tombo 6.º / dos / Cazaes / de / Esrnoris Convento / De / Ansede". No princípio, tem 1 fl. de guarda, e na 1ª fl. numerada um termo de abertura, datado de 1751. Nas fls. 2v. e 3, encontra-se um índice dos casais a que se faz referência neste livro. Outro índice se encontra no fim, em 5 fls. inumers. Segue-se 1 fl. de guarda. Tem as fls. numeradas e rubricadas com os sobrenomes "Soares Barbosa".
No princípio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice dos casais, e dos autos de reconhecimento, a que se faz referência neste livro, em 3 fls.. Seguem-se 2 fls. em branco. Na 1ª. fl. numer. lê-se: "Tombo dos Bens e Rendas pertencentes Ao Convento de / Santo Andre de Ançede Sitos no mesmo Couto de Ançe / de deste concelho de Bayam da Comarqua do Porto". Tem as fls. numeradas e rubricadas com o sobrenome "Cortes".
O livro apresenta a seguinte informação: "Tombo de todos os bens, foros e propriedades pertencentes ao Mosteiro de São João de Cabanas da Ordem do Príncipe dos Patriarcas, o ínclito herói São Bento, feito no tempo em que é D. abade o reverendo padre pregador frei Constantino de São Luís e geral de toda a Congregação o muito reverendíssimo doutor frei José de Santa Maria".
Tombo dos foros, propriedades, bens e dinheiro pertencente ao convento.
No princípio, encontra-se um índice dos prazos e outros títulos a que se faz referência neste livro, em 15 fls. inumers.. No fim, tem 4 fls. inumers., com a continuação do índice dos prazos e titulos, e 1 fl. de guarda. Segue-se ao índice inicial uma fl. com os seguintes título e terno de abertura: "Tombo 2º. dos tl.os velhos / Este Livro há de Servir de lansar em Tombo / e Segundo volume os papeis, e prazos antigos de / D. João Parente. D. Fernando Affonso. D. Fer- /nando Gomes, hum caderno de Cazaes, e D. João/ Frz., e por titullo p.al Primeyro Conegos perten-/ centes a este Conv. to de S.ºAndre de Ancede anexo / in perpetuum ao de S. D.os de Lxª. que mandey aqui / lansar por vertude de hua provizão de El-Rey / N. S. que mandey copiar neste mesmo Livro / e por verd.e fiz este q. assigney hojede Mayo / 30. de 1748 ". etc. Na 1.ª fl. numer. e rubricada, lê-se o seguinte título: "Tombo dos titulos antigos do Convento de Santo Andre / deste Couto de Ancede que mandou fazer o Reverendis=/simo Padre Mestre Frey Crispim de Oliveira Deputado do / Santo Officio Pregador do Sereníssimo Senhor Infante", etc..
Feitos três exemplares do mesmo teor: um para a câmara de cada um dos concelhos, vilas e lugares, outro para o senhorio dos direitos, outro para a Torre do Tombo.
Título original: "Livro de tombo dos bens, direitos, padroados, comedorias, jurdições, passais, quintas, casais, propriedades, e de todas as mais cousas que pertencem à Mesa Abacial, que foi do Mosteiro de Sam Salvador de Paço de Sousa [...] anexa in perpetuum ao Colégio e Universidade do Spiritu Sancto da Companhia de JESU da cidade de Évora". Impresso em Évora por Manuel da Lira. Corresponde à primeira parte do livro impresso, que foi dividido em 4 partes encadernadas separadamente. Este primeiro volume contém o sumário da totalidade do tombo. O 4º vol. contém um índice de freguesias, que se reporta à totalidade do tombo.
Certidão de teor parcial do tombo da Comenda de Poiares, passada a requerimento de Damião Martins do Serrado.
Treslado de alvará do regente D. Pedro, para que o convento de Santa Clara de Portalegre possa fazer tombo dos bens, terras, foros e censos pertencentes ao convento. Original de 17 de maio de 1680.
No principio, depois de 1 fl. de guarda, encontra-se um índice em 2 fls., precedido do seguinte título: "Tombo 3º em Ferreiros de Tendais". Seguem-se 3 fls. em branco.
O livro apresenta a seguinte informação: "Tombo dos prazos foreiros ao Convento do Carmo da cidade de Lisboa, que se compreendem no reguengo de Sacavém, e que são isentos do pagamento dos quartos".
Na 1.ª fl. lê-se o seguinte título: "Tombo quarto do Convento de Ancede, sue Con / tem os cinco Cazaes da Palla, destrito deste Couto/ Pella ordem adiante escripta, o qual mandou fa=/ zer o Reverendissimo Padre Frey Chrespim de oli- / veyra Mestre em Santa theologia a deputado do San= / to ofício Pregador do Serenissimo Infante e exaumi= / nador das trez ordenz melitares, e Prior do Convento / de Sam Domíngoz de Lisboa, por seu procurador / Geral o Reverendo Padre Frey Joam da Costa Anno de 1747". O índice dos casais a que se faz referência neste título encontra-se na fl. 3. Tem as fls. numeradas e rubricadas com os sobrenomes "Soares Barbosa".