Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for silva and 298,180 records were found.

A documentação reflete a atividade do arquiteto António Rodrigues da Silva Júnior no domínio das funções. O fundo é constituído por 11 secções: Casa da Moeda (1921-1925); Alfândega, estações e habitações aduaneiras (1920-1936); Projetos de saneamento e central hidroelétrica (1895-1937); Escolas, igrejas e hospitais (1901-1926); Edifícios municipais (1915-1934); Equipamentos turísticos, desportivos e de espetáculos (1914-1919); Estações e apeadeiros de caminho-de-ferro (1920-1930); Indústria e comércio (1910-1930); Associações (1919-1927); Edifícios residenciais e desenhos técnicos (1899-1934) Estudos (1890-1937); e por 6 subsecções: Edifícios residenciais (1899-1931); Desenhos técnicos (1920-1934);A Atlântida (1930-1933); Serralharia artística (1929-1934); Mobiliário (1916-1930) Ilustrações e desenhos (1890-1937)
Justino da Silva Santos, em criança, com a irmã Fernanda da Silva Santos.
A documentação, organizada cronologicamente, foi reunida para a edição de livros sobre as temáticas que titulam as secções. A coleção é constituída por 10 secções: Toponímia da Freguesia de Cascais, Naufrágios e acidentes marítimos no concelho de Cascais, Grupo Dramático e Sportivo de Cascais, Sociedade Musical de Cascais, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cascais, Toponímia da Freguesia do Estoril, Toponímia da Freguesia de Carcavelos, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcabideche, Centro de Cultura e Desporto do Pessoal do Município de Cascais e Clube Naval de Cascais
Justino da Silva Santos, em criança, à porta da Casa Africana.
Justino da Silva Santos, em criança, à porta da Casa Africana.
Original: Bilhete-postal ilustrado. Coleção: 17
Reverendo Júlio Bento da Silva, restaurador da Igreja de Jesus. Aderiu à Igreja Lusitana em 1902, foi pregador licenciado, diácono em 1907 e presbítero em 1911.
Carta de António Correia da Silva a propósito de terrenos onde há produção de cacau. Faz menção a um mapa onde constaria a descrição desses terrenos, que não consta da documentação.
Parte de bilhete com anotações logísticas de Alfredo Henrique da Silva (encontra-se truncado).
Biografia redigida e assinada (com iniciais) por Luís Henrique da Silva, filho de Alfredo Henrique da Silva. Desconhece-se a data de produção, mas trata-se de um documento póstumo.
Nota de Alfredo Henrique da Silva no começo da pasta: "Ver correspondência da África, Tucker, Webb, Badertscher, Randin, etc.".
Cópia de carta enviada ao Director da Missão Suíça, agradecendo o apoio que Mário Andrade Silva obteve na duração do seu mandato na Subdelegação de saúde.
Carta da Junta Paroquial da igreja de S. João Evangelista para Gracinda da Silva Rebelo sobre as obras solicitadas.
Carta de Alberto de Aguiar, enquanto Presidente da Junta Patriótica do Norte, solicitando a Alfredo Henrique da Silva a redacção de uma notícia com informações sobre iniciativas análogas às da J.P.N. noutros países, nomeadamente em Inglaterra, para divulgar no peditório de 11 de Novembro.
SILVA, Alfredo Henrique da - "Um Erro de Justiça de que tem sido vítima Roberto Ndevu Mashaba, preso por suspeitas em Lourenço Marques e desterrado para Cabo Verde. Apelo às autoridades". Porto: Tipografia de José da Silva Mendonça, 1897. Opúsculo redigido por Alfredo Henrique da Silva em defesa de Roberto Ndevu Mashaba, com o propósito de exercer alguma pressão junto do Governo português. Na segunda parte, são publicados os memoriais enviados ao governador de Lourenço Marques.
Correspondência de Luís da Silva Viegas enviada com o timbre da Universidade Técnica de Lisboa - Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras.
"In the High Court of Justice. King's Bench Division. 1908. C. No. 3211." • Transcrição da intervenção de Alfredo Henrique da Silva no processo interposto pela Cadbury Brothers contra The Standard Newspapers, Limited (proprietários do jornal "Spectator"), a favor de William A. Cadbury. Alfredo Henrique da Silva esclarece neste testemunho as circunstâncias em que conheceu William A. Cadbury e Joseph Burtt. Indica que apoiou aquele na preparação do relatório sobre S. Tomé e que o traduziu para português, tradução da qual resultou uma versão impressa. O relatório foi apresentado por William A. Cadbury, em nome dos industriais ingleses, numa reunião com a comissão de produtores de cacau de S. Tomé e Príncipe, a 28 de Novembro de 1907, em Lisboa. A declaração proferida por William A. Cadbury nesse encontro terá sido publicada pelos principais jornais a 30 de Novembro de 1907 e foi anexada ao testemunho na sua versão impressa.
Núcleo de documentação do padre José Luiz Ferreira da Silva. Inclui registo de correspondência oficial e particular e copiador com alguma dessa correspondência.
«Cópia da resposta à circular de Adão e Silva, convidando os correlegionários a tomarem parte na ressurreição da Causa Democrática» e resposta de Ramada Curto. • Assuntos: Silva, Armando Adão e. 1909 - 1993.
Francisco Mário Varela da Silva era natural da freguesia da Sé - Porto onde nasceu em 30/11/1916. Profissão: técnico de contas Percurso religioso: - Ordenado diácono em 15/03/1964 - Foi nomeado Ministro auxiliar em 29/09/1989 - Foi ordenado presbítero em 11/10/1990 Exerceu funções na paróquia de S. João Evangelista, Vila Nova de Gaia, e na Missão de S. Tiago Apóstolo, Gondomar.
Contém muita documentação relativa à gestão que Alfredo Henrique da Silva fazia das finanças de Possidónio Graça. Remete para os fólios 123-212, nenhum dos quais existentes no seu fundo. Contudo, o fólio 292 (antes numerado 213) porta o título "Possidónio Graça". Local: Vila do Conde.
Conférence prononcée à Braga, au siège de la déle´gation de la Société Historique de l'Indépendance du Portugal, le 2 Novembre 1963, par le sous-secrétaire d''Etat à l'administration d'outre-mer, Pr. Dr. J. M. da Silva Cunha. Traduit du portugais par Jean Haupt. • Assuntos: Colónias .
José da Silva Carvalho (1782 - 1856), advogado e magistrado, foi um dos obreiros da Revolução de 1820, ministro de D. João VI, D. Pedro IV, D. Maria II e o primeiro Presidente do Supremo Tribunal de Justiça. Filho dum casal de humildes lavradores, frequentou o Colégio das Artes em Coimbra e mais tarde, em 1800, a Faculdade de Leis da Universidade de Coimbra, onde se formou como Bacharel em 1805. Em 1810 foi colocado como juiz de fora da vila de Recardães e em 1814 foi nomeado Juiz dos Órfãos da cidade do Porto . José da Silva Carvalho, Manuel Fernandes Tomás, José Ferreira Borges e João Ferreira Viana fundaram o Sinédrio, associação revolucionária de que veio a resultar a Revolução Liberal de 1820. Silva Carvalho foi eleito membro da Junta Provisional preparatória das Cortes. Mais tarde fez parte da Regência do Reino e em 1821 foi ministro dos Negócios Eclesiásticos e da Justiça, cargo que exerceu até 1822. Com a Vila Francada exilou-se no estrangeiro. Posteriormente voltou a Portugal mas com a aclamação de D. Miguel, exilou-se novamente. Com o advento do liberalismo foi ministro da Fazenda, da Marinha e novamente dos Negócios Eclesiásticos e da Justica. Com a Revolução de Setembro exilou-se pela terceira vez. Voltou ao reino em 1838. Foi deputado, par do reino e senador, entre outros cargos que exerceu.
Percurso religioso: Júlio Bento da Silva aderiu à Igreja Lusitana em 1902 onde foi aluno do Curso Teológico do Dr. Harden, na Paróquia do Salvador do Mundo. Em 1907 foi instituído diácono, em 1911 foi ordenado presbítero da Congregação da Santíssima Trindade em Rio de Mouro, Sintra. Depois da Igreja de Jesus ser reconstituída como missão, reorganizando-se de novo como paróquia em 1909, então na Rua do Rato, ficou sob a liderança do Rev. Júlio Bento da Silva, que a dirigiu até à sua morte, em 1937.
Primeiro outorgante e seguintes: Rosa de Jesus. Fernando de Jesus Silva, Manuel da Silva, Eugénio Gonçalves da Silva, Olívia Rodrigues da Silva e Maria Amélia de Jesus. Segundo outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante e seguinte: José da Silva Pereira e Maria da Silva.
Primeiro outorgante: José da Silva e Maria Pureza da Silva. Segundo outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.
Primeiro outorgante e seguintes: António Soares da Silva, Mercedes Barbosa Martins, Álvaro Alves da Silva, Maria Fernanda Barbosa Martins, Leonel Martins da Silva e Clara da Conceição de Azevedo Carvalho da Silva. Segundo outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.
Termo de desistência de Domingos Luiz da Silva
A Junta Paroquial da igreja de S. joão Evangelista envia carta ao Presidente do Sínodo a pedir a aprovação, pela Comissão Permanente, da nomeação de Manuel Reis Varela da Silva como pregador licenciado.
Arrolamento dos bens cultuais da freguesia de Silva, distrito de Braga, concelho de Barcelos, constando de: Igreja Paroquial da Silva.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante e seguinte: Alfredo da Silva e Costa e Ana Pereira da Silva.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante e seguinte: Adelino da Silva Terra e Avelino da Silva Terra.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Adelino dos Santos Silva representante da firma Irmãos Silvas Limitada.
Primeiro outorgante: António José da Silva e Costa e Celestina Marques Machado da Silva e Costa. Segundo outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.
Primeiro outorgante e seguinte: Isidro da Silva Oliveira e Maria da Glória Pereira da Silva. Segundo outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.
Reverendo Júlio Bento da Silva: documentos para pregador licenciado, instituição de diácono e ordenação de presbítero: carta de pregador licenciado; documentos para instituição de diácono: certidão de assento de batismo; atestado de habilitações teológicas conferido por John Harden; declaração formal de obediência canónica; declaração formal de crença nas sagradas escrituras; SIQUIS; certidão, proposta e atestado da Junta Paroquial da Igreja do Salvador.
Filho de André de Matos e de Isabel da Silva, neto paterno de Sebastião Francisco e de Isabel de Matos, neto materno de Belchior Francisco e de Maria da Silva
Filho de André Sousa Matos e de Rosa Matos Silva, neto paterno de Roque de Sousa e de Catarina Matos, neto materno de André de Matos e de Isabel da Silva
Filho de João de Pinho e de Maria da Silva, neto paterno de Domingos João e de Ana Fernandes, de S. Salvador da Carregosa, neto materno de Gonçalo de Sousa e de Ana da Silva
A fotografia abrange os seguintes locais do concelho de Oliveira de Azeméis : Rua António da Silva Novo/Rua Manuel José Silva.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Manuel da Silva Teixeira.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Custódio da Silva Oliveira.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Alberto Pereira da Silva.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Manuel da Silva.
Primeiro outorgante: António da Silva Nunes. Segundo outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Domingos Alves da Silva.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Domingos Alves da Silva.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Domingos Alves da Silva.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Domingos Alves da Silva.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Manuel da Silva Ribeiro.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: José Virgílio da Silva. .
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: João da Silva.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Abílio da Silva Rodrigues.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Joaquim da Silva Tomás.
Primeiro outorgante: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Segundo outorgante: Manuel da Silva.