Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for lisboa and 88,179 records were found.

Esta subsérie contém a documentação referente aos espetáculos realizados no Sport Lisboa e Évora.
A Colegiada de Santiago de Torres Vedras pertenceu, sucessivamente, ao bispado, arcebispado e patriarcado de Lisboa.
A Colegiada de Santa Maria de Óbidos pertenceu, sucessivamente, ao bispado, arcebispado e patriarcado de Lisboa.
Correspondência enviada pelo "Banco Lisboa & Açores" à Sede do BM.
Ilma Oliveira Rios nasceu em 1970 – Baía Brasil Habilitações literárias: Licenciada Educação Religiosa – Seminário Presbiteriano do Norte – Recife - Licenciada em Psicanálise Clínica – Escola Free Mind de Brasília - Graduada em Teologia Pastoral Anglicana Percurso religioso: - A partir de 2002 integra a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil - Coordenou a pastoral infantil da catedral anglicana da Santíssima Trindade entre 2002-2005 - Em 2005 foi ordenada ministra pastoral pelo bispo dom Filadelfo Oliveira - Em 2016 foi ordenada pela Igreja Lusitana
Livro de registo de movimentos relativos à agência de Lisboa.
Inclui vários n.ºs da Gazeta da Relação de Lisboa.
Carta. Desembargador. Filiação: Lucas de Lisboa e Silva.
Desmontagem das pontes de serviço da Alfândega de Lisboa
Mestrado Integrado em Bioengenharia
Correspondência recebida da filial em Lisboa, em contexto de liquidação.
Contas da agência de Lisboa na sede (conta de ligação).
Conta de ligação com a agência de Lisboa.
Costumes nas cidades e na de Lisboa depois do terramoto.
Alvará. Cavaleiro Fidalgo. Filiação: Aires da Cruz Lisboa.
Apostila. Aspirante da Alfandega de Lisboa Promovido da De Faro.
O livro de batismos inicia no fl. 147 até ao fl. 169, pelo que se pode aferir que este livro seria composto por vários outros que foram entretanto desmanchados. Foi redigido e assinado por Vicente Gómez y Tojar, porém não contém as assinaturas dos pais e padrinhos. Desse período conservam-se registos da celebração de 16 batismos e um matrimónio, o do ex-padre Porfírio Carvalho e Melo, designado como “presbítero anglicano” no assento respetivo, mas sobre o qual não se possuem outras informações. O primeiro dos batismos celebrado na inauguração da capela, segundo o ritual da Igreja de Inglaterra, foi o de Vicente Pedro Joaquim, filho do Rev. Dr. Gómez y Tojar e da inglesa Anna Pratt, com quem o espanhol casara durante a sua permanência na Inglaterra. Os restantes registos dizem respeito a crianças oriundas de famílias espanholas, inglesas, suíças e italianas, refletindo a abrangência do ministério do Dr. Gómez, como era conhecido, salientando-se também o filho de um ex-diácono católico. Em correspondência para Inglaterra, o presbítero anglicano sugere que outros padres católicos integravam ou pelo menos simpatizavam com a capela anglicana.
A Colegiada de Santa Maria dos Olivais de Tomar pertenceu, sucessivamente, ao bispado, arcebispado e patriarcado de Lisboa.
A Igreja Colegiada de São João de Mocharro de Óbidos pertenceu sucessivamente, ao arcebispado e patriarcado de Lisboa.
A Irmandade do Santíssimo Sacramento foi instituída na Igreja Paroquial de São Lourenço de Carnide, do patriarcado de Lisboa.
O Convento do Monte Calvário de Lisboa era feminino, pertencia à Ordem dos Frades Menores, e à Província de Portugal da Observância. É também desginado por Convento do Calvário desta Corte, Convento do Calvário Extra-muros desta cidade Em 1617, foi fundado por iniciativa de D. Violante de Noronha, viúva de D. Manuel Teles de Meneses, morto em Alcácer Quibir, e sua filha D. Maria Madalena Teles, na sequência da permanência no Convento da Piedade da Esperança de Lisboa, onde se tinha recolhido junto de sua avó D. Joana de Eça. O local escolhido foi a Quinta do Porto, junto a Alcântara, à beira-rio, tendo conseguido do rei a licença para fundação do convento e uma tença de 300 mil reis por ano. Em 1617, a 12 de Dezembro, pelo breve do Papa Paulo V, foi instituído o Convento do Monte Calvário, em tudo semelhante ao Convento da Piedade da Esperança de Lisboa. Em 1618, a 12 de Agosto já o convento tinha recebido a primeira comunidade constituída pelas freiras soror Inês de São Francisco, professa e abadessa do Convento da Piedade da Esperança de Lisboa, madre Maria da Assunção do Convento de Nossa Senhora da Conceição de Alenquer e a madre Brites da Natividade do Convento de Santa Clara de Trancoso, respectivamente abadessa, vigária e porteira. Em 1712, a comunidade conta com 33 religiosas e 25 irmãs terceiras. Em 1755, a 1 de Novembro, o edifício do convento fica em ruínas na sequência do terramoto, e a comunidade é acolhida no Mosteiro da Piedade da Esperança de Lisboa. Em 1758, o rei manda construir um edifício para acomodar as comunidades e as religiosas provenientes dos conventos do Calvário e de Santa Clara, que se tinham recolhido no Convento de Nossa Senhora da Piedade da Esperança.
LISBOA, António Augusto Botelho Granjo Pinto
MARQUES, Manuel Fernando Lisboa de Azevedo
BOTELHO, Marta da Rocha Diniz Lisboa
Correspondência recebida na filial de Lisboa.
Conta corrente com a agência de Lisboa.
Conta corrente com a agência de Lisboa.
Companhia Nacional de Caminhos de Ferro - Lisboa
Documentação referente ao exercício do cargo de Chefe da 4ª Repartição de Edificações Urbanas e de Director dos Serviços e Urbanização e Obras da Câmara Municipal de Lisboa. Estudos anteriores ao exercício do cargo - Esgotos de Lisboa.
A Estação Ferroviária de Lisboa-Santa Apolónia, mais conhecida como Estação de Santa Apolónia, é uma interface ferroviária da Linha do Norte, que serve a localidade de Lisboa, em Portugal; foi inaugurada em 1 de Maio de 1865.
A Estação Ferroviária de Lisboa-Santa Apolónia, mais conhecida como Estação de Santa Apolónia, é uma interface ferroviária da Linha do Norte, que serve a localidade de Lisboa, em Portugal e foi inaugurada em 1 de Maio de 1865.
Diário de Lisboa : edição mensal / propr. Renascença Gráfica ; dir. Joaquim Manso. Lisboa : R.G., 1987. 1- Edição de 23/11/1987 2- " " 24/11/1987 3- " " 25/11/1987 4- " " 26/11/1987 5- " " 27/11/1987 8- " " 28/11/1987 9- " " 19/12/1987
Contém uma fotografia da maquete da Cidade Universitária de Lisboa, onde são vísiveis os edifícios do Hospital de Santa Maria, a Reitoria, a Faculdade de Letras e a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. 1 fotografia p&b, (49x39,3 cm)
A Estação Ferroviária de Lisboa-Santa Apolónia, mais conhecida como Estação de Santa Apolónia, é uma interface ferroviária da Linha do Norte, que serve a localidade de Lisboa, em Portugal e foi inaugurada em 1 de Maio de 1865.
Carta. Ajudante do Conservador Privativo do registo de hipotecas, direitos e encargos prediais da 2ª Conservatória da cidade de Lisboa.
Relações e correspondência relativas a obras feitas em Lisboa ca. de 1764 e entre 1834 e 1837.
Carta. Chefe do Posto a Cavalo da Fiscalização da competência da Alfândega Grande de Lisboa, em Sesimbra.
Carta. Tença de 12$000 rs para os ter com o Hábito de Cristo. Filiação: António Martins Lisboa.
Carta de Padrão. Hábito da Ordem de Cristo do Convento de Nª Srª da Luz, em Lisboa.
Carta. Ajudante do Conservador privativo do registo de hipotecas direitos e encargos prediais da Conservatória de Lisboa.
Carta. Ajudante do Conservador privativo do registo de hipotecas, direitos e encargos prediais da 2ª Conservatória de Lisboa.
Recortes de jornal com artigos sobre a eleição para a Câmara de Lisboa. Contém referências datadas de 1885.
O estado de abandono das muralhas e fortificações de Lisboa. Contém referências datadas dos séculos XV a XIX.
Lisboa. Recorte retirado do Jornal Diário de Lisboa
Registo de trabalhadores de tráfego da Alfândega. Contém identificação dos trabalhadores e funções desempenhadas.
Registo de ordens da Alfândega de Lisboa.
Registo de ordens da Alfândega de Lisboa.
Registo de Contratos da Alfândega de Lisboa.
Registo de Contratos da Alfândega de Lisboa.
Original: Programa de récita, com 4 p. Contém publicidade a empresas de Lisboa e à Casa Protesto, em Parede
Cópias de atas do Sínodo Geral da Igreja Lusitana.
António Ferreira Fiandor na cerimónia da sagração.
Esta imagem, provavelmente destacada de um álbum, foi realizado no âmbito da viagem realizada a Lisboa por Amédée de Ternante-Lemaire como enviado do jornal francês "L' Illustration" Amédée de Ternante-Lemaire para documentar a chegada da princesa Estefânia a Lisboa, vinda de Düsseldorf, para casar com o rei D. Pedro V. Amédée de Ternante-Lemaire realiza uma reportagem sobre o acontecimento e, durante essa estadia, completou um levantamento de vistas da cidade de Lisboa.
Esta imagem, provavelmente destacada de um álbum, foi realizado no âmbito da viagem realizada a Lisboa por Amédée de Ternante-Lemaire como enviado do jornal francês "L' Illustration" Amédée de Ternante-Lemaire para documentar a chegada da princesa Estefânia a Lisboa, vinda de Düsseldorf, para casar com o rei D. Pedro V. Amédée de Ternante-Lemaire realiza uma reportagem sobre o acontecimento e, durante essa estadia, completou um levantamento de vistas da cidade de Lisboa.
Esta imagem, provavelmente destacada de um álbum, foi realizado no âmbito da viagem realizada a Lisboa por Amédée de Ternante-Lemaire como enviado do jornal francês "L' Illustration" Amédée de Ternante-Lemaire para documentar a chegada da princesa Estefânia a Lisboa, vinda de Düsseldorf, para casar com o rei D. Pedro V. Amédée de Ternante-Lemaire realiza uma reportagem sobre o acontecimento e, durante essa estadia, completou um levantamento de vistas da cidade de Lisboa.
Album composto de fotografias de desenhos e maquetas do Grande Hotel de Lisboa, actual Hotel Ritz, projectado pelo arquitecto Porfírio Pardal Monteiro.
Matricula nº 1241. 1964: Requerimento de matrícula e registo de velocípedes sem motor auxiliar n.º em nome do requerente: João Saraiva Nunes Lisboa.
Matricula nº 1243. 1964: Requerimento de matrícula e registo de velocípedes sem motor auxiliar n.º em nome do requerente: José Gaspar Lisboa.
Processo nº 166, 1955: Processo de concessão de licença de condução de velocípede, emitida pela Câmara Municipal de Constância em 02/12/1955, em nome do requerente: Silvestre Gonçalves Lisboa
Registo de matrícula de ciclomotor (Velocípede com motor). Nome: Manuel Lisboa Miguel Batista Matrícula n.º: 1-CTC-14-01 Contém registo de transferência de propriedade: José Louro Gaspar.
Requerimento nº 409, 1975: Requerimento de licença de obtenção de carta de condução de velocípede sem motor auxiliar em nome do requerente: Manuel Lisboa Miguel.
Jornal diário de grande informação, propriedade da Renascença Gráfica, direcção de António Pedro Pinto de Ruella Ramos, com sede em Lisboa.
Comunicação entre o Núcleo do Porto com núcleo de Lisboa, quer em comunicação de decisões, dúvidas, conselhos, viagens, relatórios, requisições como apresentação de despesas.
O Palácio Real de Queluz (também chamado de Palácio Nacional) é um palácio do século XVIII localizado na cidade de Queluz no concelho de Sintra, distrito de Lisboa.