Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for josé and 1,180,222 records were found.

Documentação produzida e acumulada no âmbito da atividade administrativa e religiosa das Associadas de São José.
Livro de registo das Associadas de São José da freguesia de São Nicolau de Lisboa. Consta o nome, morada e respetivo registo de pagamento da joia nos anos de 1915, 1916 e 1917. Inclui os seguintes documentos avulsos: "Pia prática do culto perpétuo em honra de S. José. Estabelecida na igreja de S. Nicolau aos 23 de janeiro de 1892 e elevada a Archi-confraria por Sua Santidade Leão XIII em breve de 25 de Dezembro de 1894"; folheto do "Apostolado da oração em honra das sete dores e sete gozos de S. José"; oração a São José.
Lisboa: Portugália Editora, [1962]. 4.ª ed.. Posfácio: José Régio.
Conjunto documental referente à vida familiar e pessoal de José Vaz Monteiro, destacando-se a informação sobre o casamento da sua filha, Amélia Augusta Vaz Monteiro, sobre a herança do seu tio, Bernardino Vaz Monteiro, e sobre propriedades imobiliárias tomadas de arrendamento. Engloba, ainda, documentos relacionados com a transferência de direitos sobre bens imóveis, cujas transações não implicaram diretamente José Vaz Monteiro, mas que provavelmente foram por este reunidos no âmbito da aquisição de propriedades.
A documentação é constituída por correspondência, escrituras, procurações, requerimentos e documentos de cariz contabilística. O fundo encontra-se em tratamento, não dispondo de quadro de classificação definitivo
Sentença cível de José Teixeira Dinis contra Francisco José Teixeira.
A coleção comporta documentos sobre a história do cinema, da televisão e do teatro em Portugal, recolhidos para a produção de textos, que também se conservam parcialmente. O fundo é constituído por 8 secções ativas, definidas pelo colecionador: Obra (Textos do autor, Imaginário e Documentos para apoio à edição - 1978-2010), Imagem fixa (1917-2002), Imagem animada (Película e Legendas de filmes - 1927-2009), Objetos (1980), Correspondência recebida (1981-2003); Textos sobre o autor e a obra (1981-1985); O Cinema Português (1996-1998) e Temas, Personalidades e Instituições (1960-2009). Consulta por marcação prévia através do e-mail ou telefone da Biblioteca de S. Domingos de Rana.
Documentação que foi integrada no Arquivo do Prof. António Lino Neto, mas que não se relaciona directamente com a sua vida ou actividade. Contém documentos endereçados a José Frederico Laranjo, com informação sobre os seus contactos, a sua acção e a sua influência em diversos contextos sociais e políticos. Destacam-se as referências à sua colaboração com o Partido Progressista e com o periódico «O Distrito de Portalegre». Sublinha-se também a partilha de informação sobre trabalhos escritos, da autoria do próprio Frederico Laranjo e de alguns dos interlocutores.
Contém uma petição de José Alves Pinto.
A coleção é constituída por 9 secções: Cascais e Guincho; Monte Estoril; S. João do Estoril; Parede; Carcavelos; S. Domingos de Rana; S. Pedro do Estoril; Estoril e Alcabideche. A coleção comporta digitalizações de bilhetes-postais ilustrados, fotografias e outros documentos acerca do concelho de Cascais
[s.l.: s.n., 1939]. Data de Produção Inicial inferida. Dedicatória: «A meus Pais muitos amigos. José». Cascais, 1940-01. Obra editada sob o pseudónimo de António Madeira. 2 exemplares.
Conjunto heterogéneo de documentos produzidos, recebidos, recolhidos e acumulados por José Maria Braga da Cruz no decurso das atividades em que se envolveu ao longo da vida, devidamente enquadrados nas funções que lhes deram origem. Produzidos essencialmente em Braga, onde cresceu, desenvolveu as suas atividades profissionais e criou as suas relações familiares e de amizade. No que respeita às tipologias documentais, encontra-se correspondência (cartas, cartões, cartões-convite, telegramas, bilhetes-postais e postais), cadernos escolares, memórias, apontamentos, peças judiciais e documentação impressa publicada, como jornais, recortes de jornal, revistas, brochuras, boletins, panfletos, manifestos, folhetos, folhetins, fascículos e pagelas.
Fotografia do reverendo Belarmino José Vieira Barata
Registo das associadas de São José da freguesia de São Nicolau de Lisboa.
(Tondela) Referências em termos elogiosos acerca do juiz José Saraiva. Timbre: "José Francisco Lopes. Advogado".
Duas provas tipográficas. Poema dedicado a José Martins Mendes.
(Porto) Escreve sobre a morte de José Carlos [?]. Timbre: "José Gualberto de Sá Carneiro. Advogado".
José Maria Braga da Cruz foi acionista da Companhia de Seguros Fraternidade.
José Maria Braga da Cruz foi sócio da Empresa Minho Gráfico, estando entre os seus fundadores.
Inclui um comprovativo da entrega de quantia monetária efetuada por José Vaz Monteiro a familiar identificada como "prima Joana", no âmbito da execução da herança de José Vaz. Integra também uma declaração pela qual José Vaz Monteiro confirma a receção de todos os objetos relativos à herança do seu tio, Bernardino Vaz Monteiro.
[s.l.]: Celidis, [1974]. Posfácio de José Régio. Incluiu "O Barão e a dimensão mítica da realidade portuguesa", de Nelly Novaes Coelho.
(Lisboa) Condolências pela morte do sogro de Guilherme Braga da Cruz, José Garcia Alvarenga. Timbre: "José Moutinho. Advogado".
Contém uma carta de José Marculino?, remetida de Lisboa para António Lino Neto.
Contém uma carta de José Barreto, remetida de Neuilly-sur-Seine, França, para António Lino Neto.
Fotografias com dedicatória oferecidas a José Maria Braga da Cruz pelos seus condiscípulos do Liceu de Braga. Inclui também uma fotografia de José Maria Braga da Cruz com dedicatória para o "meu caro Pedro".
Ementas de refeições nas quais José Maria Braga da Cruz participou a propósito da realização de casamentos e de homenagens.
José Maria Braga da Cruz foi sócio do Banco Popular Português, sociedade anónima de responsabilidade limitada, com sede no Porto.
Brochura com os Estatutos do Banco Popular Português, assinados por José Maria Braga da Cruz na folha de rosto.
José Maria Braga da Cruz foi irmão da Santa Casa da Misericórdia e Hospital de São Marcos de Braga.
Inclui uma carta de Bernardino Vaz Monteiro, endereçada ao seu sobrinho, José Vaz Monteiro, a solicitar a opinião do destinatário relativamente à possível aquisição de uma propriedade.
Inclui um requerimento de José Vaz Monteiro, a solicitar o registo da escritura antenupcial relativa à união da sua filha, Amélia Augusta Vaz Monteiro, com Vicente Luís Gomes.
Caderno de turma a que pertenceu José Maria Braga da Cruz. O caderno terá sido de [José] Caeiro da Matta, professor da Faculdade de Direito de Coimbra, e foi oferecido por Luís Bigotte Chorão a Manuel António Garcia Braga da Cruz, neto de José Maria Braga da Cruz.
(Coimbra) Considerações acerca de uma resposta de José Pequito Rebello. Timbre: "Dr. José Bayolo Pacheco de Amorim. Professor da Universidade".
Inclui anotações de José Vaz Monteiro, acerca da execução de uma dívida contraída por José Cabeça e sua esposa, Maria Balbina, ao tio do autor, Bernardino Vaz Monteiro. Integra também anotações relativas ao foro imposto no serrado denominado Chouzo, sito nas imediações do lugar de Arranhó, freguesia de São Lourenço, [Arruda dos Vinhos], identificando Francisco Lourenço como enfiteuta.
Contém uma carta de Pedro José da Cunha, remetida de Lisboa para António Lino Neto.
Contém uma carta de José de Oliveira Tavares, remetida de Cardigos (Mação) para António Lino Neto.
Contém um cartão do padre José Craveiro da Silva, remetido de [Lisboa] para António Lino Neto.
Contém uma carta de João José de Ribeiro, remetida de Lisboa para António Lino Neto.
Contém uma carta de José Pires Tavares, remetida de Vales (Mação) para António Lino Neto.
Contém uma carta de José de Lencastre, remetida de Coimbra para António Lino Neto.
Contém uma carta do padre José Vicente Lerias, remetida de Marvão para António Lino Neto.
Contém uma carta de José de Almeida Eusébio, remetida da [Covilhã] para António Lino Neto.
Contém uma carta de José de Oliveira, remetida de local ilegível para António Lino Neto.
Contém uma carta de José Vicente Madeira, remetida de Beja para António Lino Neto.
Despejo a José Ramos, inquilino de propriedade da Irmandade do Santíssimo Sacramento.
Contém uma carta do padre José Alves Terças, remetida de [Lisboa] para António Lino Neto.
Santiago, Avelino José / Santos, Virgolino José dos
José Maria Braga da Cruz exerceu a profissão de advogado e notário, na sequência da sua formação em Direto pela Universidade de Coimbra.
Recortes de jornal com notícias acerca da oitava reunião dos rotários portugueses, colados em papel de suporte e anotados por José Maria Braga da Cruz.
José Maria Braga da Cruz associou-se ao Centro Académico de Democracia Cristã nos tempo em que frequentou a Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, entre 1906 e 1911, mantendo contacto com as actividade do Centro ao longo da vida. O Centro Académico de Democracia Cristã havia sido fundado em Coimbra por Francisco José de Sousa Gomes, pai da sua futura esposa. José Maria Braga da Cruz viria a integrar a sua direção, juntamente com António Augusto de Castro Meireles e José Diniz da Fonseca.
No final da década de 30 do século XX José Maria Braga da Cruz iniciou funções de dirigente no Corpo Nacional de Escutas na diocese de Braga.
Recortes de jornal, folhetos e apontamentos manuscritos de José Maria Braga da Cruz em pequenos papéis, acerca da situação política externa.
Conjunto documental constituído por José Maria Braga da Cruz composto por capilhas que agrupam documentos de caráter político com organização cronológica as quais o produtor intitulou de "Política".
José Maria Braga da Cruz foi membro do Conselho Fiscal do Salão Recreativo Bracarense, organização fundada com o propósito de promover o teatro moralizador.
Inclui comprovativos de pagamentos efetuados por José Vaz Monteiro a João Alves Rodrigues Machado e Pinto, bem como à Companhia das Lezírias do Tejo e Sado, referentes à renda anual da propriedade denominada Mouchão de Santo António do Pinheiro.
Inclui cartas remetidas a José Frederico Laranjo por diversos cidadãos portugueses, nomeadamente: Luís Carlos [Simões Ferreira] (1); Alberto Pimentel (2); António da Costa (4); Francisco Marques de Sousa Viterbo (1); Gomes Coelho (1); Júlio de Vilhena (1); A. Figueiredo (1); António [Maria] de Campos Júnior (1); João Penha [de Oliveira Fortuna] (2); António José de Barros e Sá (1); Anselmo José Braamcamp (3); José Luciano de Castro [Pereira Corte- Real] (1); Emídio Navarro (2); Vicente Ferrer Neto Paiva (1); [Henrique] de Barros Gomes (1); José Tomás de Sousa Martins (1); Maria Amália Vaz de Carvalho (1); António dos Santos Viegas (2), Mariano de Carvalho (1); A. A. da Fonseca Pinto (1); Júlio de Castilho (1). Entre os vários assuntos tratados, destacam-se os seguintes: apreciações críticas das obras da autoria do destinatário; agradecimentos pelo envio de opúsculos, livros e outros escritos; pedidos de artigos; alusão às diversas áreas de interesse e de actividade de José Frederico Laranjo; informações sobre o jornal «O Distrito de Portalegre» e sobre a organização do [Partido Progressista Português]. Integra, ainda, uma missiva de Maria Amália Vaz de Carvalho dirigida [à esposa de Frederico Laranjo] com mensagem de apologia ao carácter e ao talento do seu marido. Integra, por fim, duas cartas dirigidas a remetente identificado como “Casanova”, uma do conde de Ficalho e outra de remetente ilegível com timbre da Secção de Zoologia do Museu de Lisboa.
Contém uma carta do cónego José Dias de Andrade, remetida de Lisboa para António Lino Neto.
Contém uma carta do padre José de Almeida Correia, remetida de Lisboa para António Lino Neto.
Contém uma carta do padre José Horácio Dias Duarte, remetida de Évora para António Lino Neto.
Contém uma carta do padre José Maria Jesus Rodrigues, remetida de Lisboa para António Lino Neto.
Conjunto documental que enquadra as atividades e funções de caráter empresarial de José Maria Braga da Cruz enquanto acionista da Companhia de Seguros Fraternidade, acionista do Banco Popular Português, sócio fundador da Empresa Minho Gráfico e fundador da Sociedade Agrícola do Casal do Assento. Para estas funções não foi possível apurar o intervalo temporal em que José Maria Braga da Cruz as exerceu.
Documentação produzida por José Maria Braga da Cruz no contexto das obras de sustentação de terras na propriedade denominada Bacorinha. Guias de pagamento dos trabalhos realizados, apontamento acerca de uma escritura e correspondência entre José Maria Braga da Cruz e seu irmão Domingos Braga da Cruz.
Dedicatória: «Para o António José, do José Régio»
Documentação produzida por José Maria Braga da Cruz no contexto da sua função de advogado da arquidiocese de Braga na causa de restituição dos bens imobiliários dos quais esta havia sido espoliada. Apontamentos manuscritos e datilografados de diplomas legais, correspondência, recortes de jornal e planta do Quartel do Batalhão de Caçadores nº 9 de Braga, no qual se havia convertido o Seminário de S. Tiago. Documentação produzida por José Maria Braga da Cruz no contexto da inauguração das instalações do Seminário de Filosofia e da III Assembleia Geral da Sociedade Mariológica "Mater Ecclesiae" entre os dias 27 e 28 de maio de 1967: programa, original manuscrito e datilografado do "Breve apontamento da restituição à arquidiocese de Braga do seu Seminário do Campo de S. Tiago" de José Maria Braga da Cruz, recortes de jornal e brochura manuscrita com poemas de gratidão dirigidos a José Maria Braga da Cruz por José Luís Carvalhido da Ponte.
[s.l.] Escreve sobre as possibilidades de transferência do padre José Ávila. Timbre "D. José V. Alvernaz. Arcebispo Coadjutor. Cidade de Goa. Índia Portuguesa".
Prova fotográfica com a representação monocromática de José Maria Braga da Cruz.
(Alcains, Seminário de São José) - Agradecimento pelos donativos destinados ao Seminário de São José - Alcains. Inclui uma pagela recordando o jubileu sacerdotal do padre João José Alves de Moura (1898-1948).
Duas fotografias oferecidas pela Junta de Freguesia de Tadim a José Maria Braga da Cruz que documentam uma cerimónia de inauguração, que poderá ser das obras de remodelação da escola Primária de Tadim, que ocorreu em 1957. As fotografias representam a chegada de José Maria Braga da Cruz ladeado pelo seu irmão Domingos Braga da Cruz e por António Maria Santos da Cunha, presidente da Câmara Municipal de Braga, a quem são atiradas pétalas de rosas por mulheres trajadas "à minhota", e o corte da fita inaugural por José Maria Braga da Cruz.
Cartão de Carlos Alves a solicitar a colaboração de José Maria Braga da Cruz no II Congresso dos Homens Católicos, a realizar no Porto em 1955, especialmente na tese a que respeita a Defesa Moral da Família. Dois esquemas da tese Defesa Moral da Família propostos por José Maria Braga da Cruz. Apontamento manuscrito de José Maria Braga da Cruz a partir do artigo "Sintomas hostis à Família", de Teodoro de Almeida. Recorte do "Diário de Notícias", de 20 de setembro de 1954, com o artigo "A Evolução da Família", de Armando Bernardes.
Fotografias com dedicatória oferecidas a José Maria Braga da Cruz pelos seus condiscípulos da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Contém ainda duas fotografias que representam o 2º ano jurídico de 1907-1908 na qual se identifica, entre os outros alunos, José Maria Braga da Cruz, e outra fotografia de curso não identificada, oferecida por Gualdino Correia em 13 de fevereiro de 1973. Em alguns casos, José Maria Braga da Cruz anotou nas fotografias dados biográficos dos colegas, como as respetivas relações familiares ou data de falecimento.
Carta da companhia de seguros "Commercio e Industria", de 25 de novembro de 1933, remetida a José Maria Braga da Cruz acerca da intenção do arcebispo-primaz de Braga em contratar um seguro sobre a vida de cada padre da arquidiocese, para que estes não se preocupem com a sua vida económica. Brochura com os "Estatutos da Fraternidade Sacerdotal", de 1963. Parecer manuscrito e datilografado de José Maria Braga da Cruz, de 19 de abril de 1964, acerca da modalidade jurídica da constituição da "Fraternidade Sacerdotal". Correspondência de Gaspar Pinto da Silva para José Maria Braga da Cruz e apontamentos.
(Barca de Alva) Pedido de intervenção junto de José de Azeredo Perdigão para ser concedida ao seu filho José Nunes Ferreira de Sousa uma bolsa de estudos.
Contém uma carta de José Martins Ribeiro, remetida de São Pedro do Estoril para António Lino Neto.
Contém um cartão de José Vicente de Freitas, remetido de local não identificado para António Lino Neto.
Contém uma carta de José [Bernardino] Gonçalves Teixeira, remetida de local não identificado para António Lino Neto.
Coleção de fotografias recolhidas por José Maria Braga da Cruz, de caráter geral. Fotografia em cartão de suporte de Maria Ludovina Fernandes Azevedo; fotografia do altar de Nossa Senhora de Loures de Cervães, de 1897, em cartão de suporte, contendo na legenda a indicação de que o arcebispo-primaz de Braga, D. António de Freitas Honorato, concedeu 40 dias de indulgência a quem rezar diante da imagem um Pai-Nosso e uma Ave-Maria; oito fotografias, tiradas em dezembro de 1961, das casas da Rua do Caires onde nasceu José Maria Braga da Cruz; seis fotografias ampliadas em 11 de maio de 1964, representando um homem montado a cavalo e cuja legenda de José Maria Braga da Cruz indica terem sido herdadas por Mário Faria do seu tio José Alberto dos Reis.
José Maria Braga da Cruz foi membro da Comissão de Honra da Homenagem ao comendador António Augusto Nogueira da Silva, projetada para o dia 28 de janeiro de 1968, mas realizada em 4 de fevereiro.
José Maria Braga da Cruz filiou-se como sócio efeito do Instituto Minhoto de Estudos Regionais em novembro de 1943, sendo o sócio n.º 15. Em 25 de julho de 1947 pediu a desvinculação ao instituto.