Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for braga and 15,576 records were found.

Processo relativo a um pedido do visado, a fim de que lhe seja concedida licença para colocar um engenho de macerar linho, na margem esquerda do rio Cávado. Local: Pesqueira, do Bico, Freguesia de Palmeira, concelho de Braga, distrito de Braga
"Memória exacta do dinheiro que o nosso Colégio de Braga teve na nossa Procuradoria Geral de Lisboa com a clareza do que se perdeu, e na mão de quem, e do que hoje existe na mesma Procuradoria Geral pertencente ao dito colégio; com a conta dos juros, que vão cotados ao pé de cada capital, e quando algum se perder, ou distratar, será obrigado o padre procurador geral, que no tal tempo for, manda-lo dizer ao padre prior, para que este faça assento no seu livro, que há-de ter pelo teor deste, cotado com as mesmas folhas."
As fotografias sobre Montalegre e Lamego foram tiradas no âmbito do inquérito realizado à arquitectura tradicional Portuguesa, por iniciativa do Sindicato Nacional dos Arquitectos ao território do continente. Este inquérito durou três meses e as seis equipas fizeram cerca de 10 000 fotografias, centenas de desenhos e tomaram milhares de notas escritas. O resultado deste trabalho foi editado, em 1961, sob o título Arquitetura Popular em Portugal e tem sido usada como uma biblía pelos estudantes de arquitetura. As fotografias tiradas no Porto, na ESBAP (Escola Superior de Belas-Artes) e a maioria das tirdas em Braga têm como assunto a estátua de Francisco Sanches, da autoria de Salvador Barata Feyo.
Morada: freguesia de São Miguel, Lisboa. Cônjuge: Maria Teresa Joaquina. Falecido em: 7 de fevereiro de 1783. Inventariante: cônjuge. Herdeiros: a inventariante e os filhos, Francisco José Braga, Joaquina Claúdia de Oliveira, Maria Anacleta do carmo, José Joaquim Braga, Jorge Manuel Joaquim de Oliveira Braga e António Pedro Braga. Bens: Joias: botões com uma esmeralda pequena e seis diamantes, botões quadrados de crisólitos, botões e pingente de pedra verde, com círculo de pingos de água; - Peças de prata: faqueiro com doze garfos, facas e colheres, colherinhas de chá, salva de pés curtos, caixa para o tabaco, espadim lavrado, bengala com castão de prata, fivelas de sapatos e de calção; - Móveis: cómoda de nogueira, cadeiras de espalda altas, com assentos de sola lavrada à moderna, cadeiras de sola à antiga, placas com vidros, leitos de pau do Brasil e de nogueira, barras de bancos de ferro e de pau, com cabeceira, baú de moscóvia com duas ferraduras, baús pequenos, caixas ordinárias de uma ferradura, banca de duas abas, banquinha de duas gavetas que serve para pentear, bancas redondas do Porto, bancas ordinárias pintadas e pequenas, banca de pau do Brasil, banca ordinária de cozinha, tina que serve para tomar banho, canoa do Brasil para tomar banho, talhas; - Loiça: cafeteira de folha da Flandres, sopeira, pratos grandes, pratos covos, pratos de guardanapos e sopeirinhas com tampa da Índia, pratos da Fábrica, chávenas e pires para chocolate da Índia, chávenas e pires para chá, com bule, cafeteira, leiteira, açucareiro e tigela de lavar, tigelas com pratos de pó de pedra; -Peças de barro: bule pardo, - Peças de arame: bacias, bacias chatas de forno, tachos; - Peças de cobre: tigela, esquentador; - Peças de estanho: pratos grandes; - Roupa: toalhas da Índia, lençóis, toalha e guardanapos atoalhados e outros de linho, toalhas de mãos de linho, toalhas da Bretanha com guarnição de renda, coberta de seda carmesim, com folhas, coberta de chita, cobertores de baetão alvadio e de papa, colchões com travesseiros, enxergões de palha; - Vestuário: vestidos, capote de baetão; - Diversos: peças ordinárias avulsas; - Bens de raiz: propriedades de casas com um quintal, na Rua do Sol, freguesia de Santa Isabel e no lugar de Camarate. Dívidas ativas. O inventário é apresentado numa tabela. Escrivão: Francisco Xavier Morato Boroa.
Naturalidade: Loures, Óbidos e Lisboa. Filiação: Manuel Antunes Correia e D. Luísa Cardoso de Andrade. Cônjuge: António Pedro da Costa Braga. Herdeiros de seu marido e pai. A acção prende-se com a herança de seu tio paterno o capitão Francisco da Costa Nogueira, filho de Martinho da Costa e de Maria Domingues, natural de Vila Chã, Amarante, falecido em São João d'El Rei, Rio das Mortes (Brasil), em 1774. Escrivão Francisco da Silva Braga.
Sinistrado: Humberto José de Souda Braga Responsável: Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses
Filiação: Famalicão; distrito de Braga Naturalidade: Idade: 42 anos Destino: Luanda
Minuta apresentando D. Manuel de Sousa, bispo do Algarve para arcebispo de Braga.
Contém um ofício do Governador Civil do Distrito de Braga para o Presidente do Conselho.
Grupo de pessoas na Quinta de Valinhas, São Martinho de Dume, Braga, pertencente a Álvaro da Luz Neves, tio materno de Olívia Filgueiras. Em primeiro plano, o Engenheiro Diamantino Dias de Carvalho.
Grupo de pessoas na Quinta de Valinhas, São Martinho de Dume, Braga, pertencente a Álvaro da Luz Neves, tio materno de Olívia Filgueiras. À direita, o Engenheiro Diamantino Dias de Carvalho.
As fotografias 002399 a 002411 foram tiradas no âmbito de um passeio de domingo a Braga, ao Santuário do Sameiro e à igreja de Santa Maria Madalena, na Serra da Falperra.
As fotografias 002399 a 002411 foram tiradas no âmbito de um passeio de domingo a Braga, ao Santuário do Sameiro e à igreja de Santa Maria Madalena, na Serra da Falperra.
As fotografias 002399 a 002411 foram tiradas no âmbito de um passeio de domingo a Braga, ao Santuário do Sameiro e à igreja de Santa Maria Madalena, na Serra da Falperra.
As fotografias 002399 a 002411 foram tiradas no âmbito de um passeio de domingo a Braga, ao Santuário do Sameiro e à igreja de Santa Maria Madalena, na Serra da Falperra.
Pai: José António da Costa Braga; Mãe: Teresa de Jesus; Avô paterno: Ignacio José da Costa; Avó paterna: Mariana Teresa de Jesus; Avô materno: Joaquim de Sousa Marques; Avó materna: Arcângela Rosa Vieira
Testamento cerrado de Maria José da Costa Braga Alves, casada, moradora na Praça do Giraldo da cidade de Évora. Fez testamenteiro seu marido António Manuel Alves. O tabelião foi José Joaquim de Almeida Didier.
Promotor: Ministério Público Queixoso: Adelaide Rosa Gregório, casada, moradora na freguesia de Riba de Mouro, Monção. Ré: Carolina Rodrigues Braga, casada, costureira, moradora no lugar da Aldeia, freguesia de Riba de Mouro, Monção. Objecto da Acção: Agressão física.
Inventariado: Manuel Lourenço Braga, morador que foi na freguesia de Souto de Rebordões, Ponte de Lima; Inventariante: Joaquim Fernandes Lima, morador na freguesia de Souto de Rebordões, Ponte de Lima.
Inventariado: Bernardo Fernandes Braga, casado com a inventariante, morador que foi em Campinho, freguesia de Correlhã, Ponte de Lima, falecido em 3 de julho de 1925; Inventariante: Maria Joaquina, a viúva, moradora em Campinho, freguesia de Correlhã, Ponte de Lima.
A acção prende-se com a herança de seu irmão, Manuel Joaquim Coelho, filho legitimo de António Teixeira Coelho e de Maria Teresa, falecido na cidade da Baía. Baía. Escrivão Francisco da Silva Braga.
Contém ofícios recebidos e expedidos entre o Chefe de Gabinete da Presidência do Conselho, os Chefes de Gabinete dos Ministros do Interior, da Agricultura, o Governador Civil de Braga e o respetivo despacho.
Escrivão: Gabriel António Fernandes Rego. "Inventário do espólio que ficou pelo falecimento de Sua Alteza o Serenissimo Senhor Dom Gaspar Arcebispo e senhor que foi desta cidade de Braga ..."
Profissão: capitão. Falecido em: 30 de Março de 1802. Herdeiros: a filha Ana Joaquina Rosa Braga. Bens: mobiliário, roupa. O processo correu pela Correição Cível da cidade de Lisboa, escrivão José Maria Passano.
Contém fotocópias de dois ofícios do Chefe do Gabinete da Secretaria de Estado da Cultura para o Diretor-Geral do Património Cultural e para Alice de Araújo Afonso Braga da Cruz e um cartão-de-visita.
Pretendente a familiar, mercador, solteiro, natural do Vimieiro, termo de Braga, morador no Rio de Janeiro. Obteve carta de familiar a 15 de Março de 1742. Refere que era irmão do familiar Francisco Ferreira Couto.
Contém uma exposição de Mário Cardoso, Presidente da Sociedade Martins Sarmento e vogal da 2ª Subsecção da 6ª Secção da Junta Nacional da Educação, propondo a incorporação no museu anexo à Sé Episcopal, em Braga, a título provisório, até à criação de um Museu Municipal ou Regional nesta cidade, os objectos de grande valor arqueológico encontrados nas obras da Sé de Braga e na abertura da estrada da Póvoa de Lanhoso no Monte da Serra do Pilar.
Inventariante: a mulher Maria Luísa. 1 apenso: Autos cíveis de embargos à partilha que se fez dos bens de João da Costa Braga, embargante: o neto frei José de Penha de França e embargada Maria Luísa. Papéis pertencentes ao inventário dos bens de João da Costa Braga. O processo correu pelo Juízo dos Órfãos da cidade de Lisboa, Repartição do Meio, cartório do escrivão Bernardo Garcia Mascarenhas.
Traslados autênticos de dois contratos estabelecidos entre o rei e o arcebispo de Braga, relativos à jurisdição da Sé, requeridos pelo arcebispo D. Fr. Agostinho de Jesus ao Dr. António de Freitas, seu provisor e vigário geral. Foi notário apostólico Salvador da Rocha. Concertos feitos por dois notários apostólicos e por dois tabeliães. Selos de chapa da corte de Braga. Os contratos escritos em pergaminho, encontravam-se guardados no cartório da sé de Braga, numa caixa de couro preto. Tinham selos plúmbeos pendentes por cordão de sirgo vermelho e amarelo. Contém a certidão do contrato feito entre D. João I, o arcebispo D. Martinho e o cabido da Sé de Braga, celebrado no pontificado do papa Bonifácio IX (1389-1404), e confirmado por Bula do papa Eugénio IV "Licet suscepti", dada em Bolonha, a 26 de Junho de 1436, 6.º ano do seu pontificado. À margem diz que no tempo do papa Inocêncio VII (1404-1406), sucessor de Bonifácio IX, se pediu a confirmação do primeiro contrato. Contém também a certidão do contrato feito entre D. Afonso V, o arcebispo D. Luís e o cabido da Sé da Braga, confirmado por Bula do papa Sixto IV "Romanus pontifex", dada em Roma, a 18 de Dezembro de 1473, terceiro ano do seu pontificado. O original tinha o selo de chumbo do papa Sixto IV.
Traslados autênticos de dois contratos estabelecidos entre o rei e o arcebispo de Braga, relativos à jurisdição da Sé, requeridos pelo arcebispo D. Fr. Agostinho de Jesus ao Dr. António de Freitas, seu provisor e vigário geral. Foi notário apostólico Salvador da Rocha. Concertos feitos por dois notários apostólicos e por dois tabeliães. Selos de chapa da corte de Braga. Os contratos escritos em pergaminho, encontravam-se guardados no cartório da sé de Braga, numa caixa de couro preto. Tinham selos plúmbeos pendentes por cordão de sirgo vermelho e amarelo. Contém a certidão do contrato feito entre D. João I, o arcebispo D. Martinho e o cabido da Sé de Braga, celebrado no pontificado do papa Bonifácio IX (1389-1404), e confirmado por Bula do papa Eugénio IV "Licet suscepti", dada em Bolonha, a 26 de Junho de 1436, 6.º ano do seu pontificado. À margem diz que no tempo do papa Inocêncio VII (1404-1406), sucessor de Bonifácio IX, se pediu a confirmação do primeiro contrato. Contém também a certidão do contrato feito entre D. Afonso V, o arcebispo D. Luís e o cabido da Sé da Braga, confirmado por Bula do papa Sixto IV "Romanus pontifex", dada em Roma, a 18 de Dezembro de 1473, terceiro ano do seu pontificado. O original tinha o selo de chumbo do papa Sixto IV.
As fotografias 001008 e 001013 foram tiradas em Braga, por acasião do jogo de futebol do Campeonato Português, da primeira divisão, entre o Sporting Cuble de Braga e o Futebol Clube do Porto, tendo o FCP vencido o desafio.
As fotografias 001008 e 001013 foram tiradas em Braga, por acasião do jogo de futebol do Campeonato Português, da primeira divisão, entre o Sporting Cuble de Braga e o Futebol Clube do Porto, tendo o FCP vencido o desafio.
As fotografias 001008 e 001013 foram tiradas em Braga, por acasião do jogo de futebol do Campeonato Português, da primeira divisão, entre o Sporting Cuble de Braga e o Futebol Clube do Porto, tendo o FCP vencido o desafio.
As fotografias 001008 e 001013 foram tiradas em Braga, por acasião do jogo de futebol do Campeonato Português, da primeira divisão, entre o Sporting Cuble de Braga e o Futebol Clube do Porto, tendo o FCP vencido o desafio.
As fotografias 001008 e 001013 foram tiradas em Braga, por acasião do jogo de futebol do Campeonato Português, da primeira divisão, entre o Sporting Cuble de Braga e o Futebol Clube do Porto, tendo o FCP vencido o desafio.
Lisboa Réu: - Naturalidade: Braga. - Filiação: João Gomes Braga e Maria Madalena. - Profissão: serralheiro. A ação prende-se com contrabando. O réu é acusado de ter sido encontrado com tabaco, sendo-lhe apreendida uma porção, no Cais do Sodré. Apensos: 1.
A acção prende-se com uma dívida de Manuel José Braga, falecido em Vila Boa, Minas de Goiaz. O processo correu pela 1.ª casa. Escrivão: João Caetano da Silva Braga.
Série composta pelo Diário de Contas da Secção Distrital de Braga do Sindicato Nacional dos Farmacêuticos de 1939 a 1941.
Filiação:António José Soares Braga. A acção prende-se com as propriedades doadas ao padre António Teles, ausente.
Também era designado como Convento de Refóios, freguesia de Refojos de Basto, concelho de Cabeceiras de Basto, distrito de Braga.
Traslados de dois contratos estabelecidos entre o rei e o arcebispo de Braga, relativos à jurisdição da Sé. Contém a certidão do contrato feito entre D. João I, o arcebispo D. Martinho e o cabido da Sé de Braga, celebrado no pontificado do papa Bonifácio IX (1389-1404), e confirmado por Bula do papa Eugénio IV "Licet suscepti", dada em Bolonha, a 26 de Junho de 1436, 6.º ano do seu pontificado. Contém também a certidão do contrato feito entre D. Afonso V, o arcebispo D. Luís e o cabido da Sé da Braga, confirmado por Bula do papa Sixto IV "Romanus pontifex", dada em Roma, a 18 de Dezembro de 1473, terceiro ano do seu pontificado.
Inventariado: Luís António Couto Braga, casado com Rosalina Tomásia, moradores na Rua dos Mercadores, na cidade de Évora. O inventariado não fez testamento. Data de óbito: 1868-11-07 Inventariante: Rosalina Tomásia Filhos: 1- João José Couto Braga, ausente. 2- Feliciano António couto Braga, casado.
Inventariada: Prudência Rosa da Glória da Silva Braga, viúva de José Joaquim Fernandes da Silva Braga, moradora que foi em Santa Maria Maior, Viana do Castelo, falecida em 25 de janeiro de 1937; Inventariante: Matilde Eugénia da Silva Braga, solteira, filha da inventariada, moradora em Santa Maria Maior, Viana do Castelo.
Inventariado: José Joaquim Fernandes da Silva Braga, casado com Prudência Rosa Glória da Silva Braga (falecida em 25 de janeiro de 1937), morador que foi em Santa Maria Maior, Viana do Castelo, falecido em 7 de janeiro de 1934. Inventariante: Matilde Eugénia da Silva Braga, moradora em Santa Maria Maior, Viana do Castelo.
Naturalidade: Alcobaça. Cônjuge: D. Leocádia Maria Braga. Cargo: capitão natural de Vila Chã. Pais de Agostinho José Soares Braga, natural e falecido em Lisboa, credor de Manuel José Gonçalves do Vale. A ação prende-se com uma dívida deste, falecido em Pernambuco, Brasil. Escrivão Francisco da Silva Braga.
Livro contabilistico de uma empresa de marcenaria e carpintaria, com trabalhos de construção civil, o que se induz de alguns lançamentos (no Deve): "estudo de um tecto para a casa" (página 53), "ornamentar duas peças de madeira" (página 52), " restauro de uma mesa" (página 31), e "um soalho de pinho para a União Construtora" de Braga (página 37). J. A. Dias aparece como titular em nome individual. Através de um lançamento na conta do Banco Central do Minho (em 1928-11-13) e pela consulta do livro de memorial do mesmo Banco dessa data obteve-se a identificação da empresa (Sousa Braga, Ferreira & Rocha, Lda.).
- Certidão a requerimento de Pedro Lopes de Calheiros e Benevides, do teor do prazo do Casal de Sá, sito na feguesia de Santa Eufémia de Calheiros, foreiro à Mitra de Braga que foi renovado ao referido Pedro Lopes de Calheiros e Benevides no ano de 1744; - Prazo da Seara que foi de Bretiandos e foreiro à Mitra de Braga feito a Mariana Fajarda da Cunha; - Prazo de certas propriedades situadas na freguesia de Santa Eufémia de Calheiros que durante algum tempo foram pertença do Prazo de Sá a favor de Pedro Lopes de Calheiros e Benevides.
Inventariado: José Joaquim da Costa Braga, casado, morador que foi na Vila de Monção, falecido em 5 de agosto de 1871; Inventariante: Maria Rosa Vieira, a viúva, moradora na Vila de Monção. Filhos: João Joaquim Vieira Braga, solteiro, de 28 anos, ausente no Brasil; José Joaquim Vieira Braga, solteiro, de 23 anos, ausente no Brasil; Maria do Rosário Vieira, solteira, de 21 anos; Maria Augusta Vieira, solteira, de 18 anos; António Joaquim Vieira Braga, de 15 anos; Manuel Joaquim Vieira Braga, de 11 anos.
Arcebispo Primaz de Braga informou ter havido concurso e o único opositor aprovado foi o agraciado.
Contém ofícios do Governador Civil de Braga e do Chefe de Gabinete da Presidência do Conselho.
Inclui: - Carta de Brás Fernandes, depositário dos bens do arcebispo de Braga, a D. Nuno Carneiro na qual solicitava intercedesse por ele junto do rei para que lhe fizesse mercê da alcaidaria da fortaleza do Couto de [Ervededo], datada de Chaves, 26 de novembro de [1525]; - Carta de Pedro Anes, corregedor de Trás-os-Montes, a D. Manuel I dando conta do sequestro que fizera nos bens do arcebispo de Braga, datada de Chaves, 23 de novembro de 1501; - Carta de D. Diogo de Sousa, arcebispo de Braga, a D. João III escusando-se da permuta com o arcebispo de Lisboa, datada de Braga, 30 de novembro de 1524.
Grupo de pessoas na Quinta de Valinhas, São Martinho de Dume, Braga, pertencente a Álvaro da Luz Neves, tio materno de Olívia Filgueiras. Ao centro, Carlos Manuel e, para a esquerda, Maria Madalena, Maria Leonor (ao fundo) e Jorge Caetano (ao colo).
Fotografia dos cinco filhos mais velhos de Octávio Lixa Filgueiras, na na Quinta de Valinhas, São Martinho de Dume, Braga, pertencente a Álvaro da Luz Neves, tio materno de Olívia Filgueiras. Da esquerda para a direita, Octávio Manuel, Miguel Caetano, Maria Leonor, Carlos Manuel e Maria Madalena Lixa Filgueiras.
Grupo de pessoas na Quinta de Valinhas, São Martinho de Dume, Braga, pertencente a Álvaro da Luz Neves, tio materno de Olívia Filgueiras. A partir da esquerda, em segundo lugar, Olívia Filgueiras, depois Alzira de Campos Lopes Neves, Maria Madalena, Carlos Manuel e Maria Leonor, Jorge Caetano (ao colo), Maria Antonieta Campos Neves, Miguel Caetano.
Grupo de pessoas na Quinta de Valinhas, São Martinho de Dume, Braga, pertencente a Álvaro da Luz Neves, tio materno de Olívia Filgueiras. Ao centro, Maria Antonieta Campos Neves e Alzira de Campos Lopes Neves, e, para a direita, Jorge Caetano (ao colo), Maria Leonor (ao fundo), Maria Madalena e Carlos Manuel.
Escrituras de empréstimos contraídas pela Câmara Municipal de Braga e mais um pela de Fafe, como consta do título do porta-folhas, na sua maioria junto do Banco do Minho, entre 1907 e 1929. Estão inscritas as datas previstas para a liquidação da dívida, a vermelho, na primeira folha de algumas das escrituras.
Diário auxiliar de uma empresa de marcenaria, com sede em Braga. J.A. Dias é mencionado como sócio maioritário. O registo inicial consiste num inventário do capital aplicado da empresa, acabada de constituir. Os registos são mensais até 1929-01-01, após o que aparecem registos em 1932-12-31 e em 1933-01-01 (conclusão de liquidação?).
Inventariado: Francisco da Rocha Braga, casado, morador que foi no lugar de Granja de Cima, freguesia de Merufe, comarca de Monção, falecido em 20 de fevereiro de 1896 Inventariante: Maria Josefa Pereira, a viúva, moradora no lugar de Granja de Cima, freguesia de Merufe, Monção. Filha: Maria da Piedade, de 2 anos.
Inventariado: Manuel João Braga, casado com a inventariante, morador que foi em Refóios do Lima, Ponte de Lima, falecido em 8 de setembro de 1863, com testamento; Inventariante: Maria Rosa do Terço, a viúva, moradora no Largo da Lapa, Ponte de Lima.
Inventariado: João Alves Braga, casado com a inventariante, morador que foi em Costa, freguesia de Loureda, Arcos de Valdevez, falecido em 4 de maio de 1846, sem testamento; Inventariante: Maria Dias, a viúva, moradora em Costa, freguesia de Loureda, Arcos de Valdevez. Filha: Rosa Alves, de 12 anos.
Inventariado: João Gonçalves Braga, viúvo de Maria Gonçalves Vieira, morador que foi em Poças do Monte, freguesia de Souto de Rebordões, Ponte de Lima, falecido em 12 de janeiro de 1930, sem testamento; Inventariante: Francisco Cerqueira, genro do inventariado, morador em Balaia, freguesia de Souto de Rebordões, Ponte de Lima.
Inventariado: José Luís Cerqueira Braga, casado com a inventariante, morador que foi em Ermimil, freguesia de Sandiães, Ponte de Lima, falecido em 20 de outubro de 1912, com testamento; Inventariante: Antónia Correia, a viúva, moradora em Ermimil, freguesia de Sandiães, Ponte de Lima.
Inventariado: Manuel Cerqueira Braga, casado com a inventariante, morador que foi em Ermemil, freguesia de Sandiães, Ponte de Lima, falecido em 13 de dezembro de 1936, sem testamento; Inventariante: Antónia Correia de Magalhães, a viúva, moradora em Ermemil, freguesia de Sandiães, Ponte de Lima
Inventariado: Manuel Gonçalves Braga, viúvo de Maria Rosa da Costa, morador que foi na freguesia de Sandiães, Ponte de Lima, falecido em 19 de maio de 1903; Inventariante: Manuel Gonçalves da Cunha, genro do inventariado, morador na freguesia de Sandiães, Ponte de Lima.
Inventariado: António Gonçalves Braga, casado com a inventariante, morador que foi na freguesia de Sandiães, Ponte de Lima, falecido em 19 de outubro de 1918, sem testamento; Inventariante: Joaquina de Abreu, a viúva, moradora na freguesia de Sandiães, Ponte de Lima.
Inventariada: Ermelinda Gonçalves Braga, casada com o inventariante, moradora que foi na freguesia de Queijada, Ponte de Lima, falecida em 12 de novembro de 1918, sem testamento; Inventariante: Manuel de Lima, o viúvo, morador na freguesia de Queijada, Ponte de Lima. Filhos: Custódia, de 7 anos; José, de 3 anos; Amândio, de 4 meses.
Parecer favorável do Vogal João Couto relativamente ao requerido pelo Director do Museu de Soares dos Reis da compra, por parte do Estado, dos bustos de Teófilo Braga e da Rainha D. Amélia, de autoria do escultor António Teixeira Lopes, para o referido museu.
A ação prende-se com o produto da venda da sua escrava preta chamada Catarina, vendida no Brasil. Por esta lhe ter desobedecido o suplicante entregou-a ao capitão da galera "Nossa Senhora da Glória e Santa Ana", Domingos Dantas, para a vender no Pará. O processo correu pelo cartório do escrivão Francisco da Silva Braga.
O Convento foi extinto em 5 de Fevereiro de 1893, por morte da última religiosa D. Teresa Máxima do Espírito Santo. Contém inventários da descrição e avaliação do edifício do Convento, dos bens imóveis (prédios rústicos e urbanos) e dos bens móveis, rendimentos, foros, prazos, apólices, padrões, alfaias, objectos de culto e profanos, mapas do pessoal do convento, de rendimentos (1856), de despesa, de recolhidas, de dívidas activas e passivas. Os primeiros inventários datam de 1858, ainda durante a administração dos bens do Convento pelas religiosas. Na inventariação do edifício e anexos, participaram a madre abadessa D. Rita Hermínia do [Empirium?], Manuel António Álvares Pereira, desembargador vigário geral do arcebispado, João Pereira de Barros, funcionário da Repartição de Fazenda e os louvados. Inclui o inventário geral dos bens móveis, imóveis, foros, capitais mutuados e mais valores do extinto Convento, datado de 1893. O cartório compunha-se de inscrições de assentamento da dívida interna, apólice de fundos emprestados do Real Erário de Lisboa em 1797, padrões do almoxarifado do Reguengo de Guimarães, escrituras de emprazamentos, censos, entre outros. Os livros e manuscritos existentes no suprimido Convento da Ordem de São Bento, desnecessários à Fazenda Nacional, foram entregues a Tomás Lino da Assunção, Inspector Interino das Bibliotecas e Arquivos Públicos, em 21 de Fevereiro de 1893. Contém também o termo de entrega de parte do espólio do Convento à Academia das Belas Artes e Arqueologia de Lisboa, entre outros. Integra documentação acerca da concessão de parte do edifício e cerca, à Associação de Beneficência do Distrito de Braga, em 1893, para fundar o Asilo de Mendicidade, destinado a recolher pessoas de ambos os sexos, promovendo o estabelecimento de creches, casas de correcção, e trabalho para raparigas e rapazes abandonados ou vadios, asilos, albergues noturnos e outros institutos. Compreende o livro dos Estatutos da Associação de Beneficência do Distrito de Braga, Braga: Tipografia Camões. 1890, 36 p., entre outros documentos da Associação. Reúne a planta do terreno da cerca do extinto Convento necessário para a regularização do Campo do Salvador e a construção de um mercado de cereais, enviada pela Câmara Municipal de Braga, uma planta do terreno e casa pretendidos pela Junta da Paróquia da freguesia de São Salvador de Vitorino das Donas, concelho de Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo para a construção de um cemitério, e uma planta do terreno da cerca do Asilo de Mendicidade de Braga, entre outros. A documentação menciona bens situados nos concelhos de Braga, Barcelos, Vila Verde, Ponte de Lima.
Inventariado: António dos Santos Braga, morador que foi em Faquelo, freguesia de S. Paio, da vila de Arcos de Valdevez; Inventariante: Mariana Antónia Cerqueira, viúva, moradora em Faquelo, freguesia de S. Paio, da vila de Arcos de Valdevez. Filhos: Manuel António, Josefa Maria, Apolónia, Carlota e Maria Josefa Cerqueira, casada que foi com José António Pereira Dores, já falecida, com 3 filhos (Manuel António Pereira, de 12 anos; José António Pereira, de 10 anos; António, de 8 anos).
Inventariado: João Ferreira Braga, viúvo de Caetana Ferreira Breia, moradora que foi no lugar de Pedras, freguesia de Troporiz, Monção, falecida em 16 de janeiro de 1872; Inventariante: Maria Ferreira, solteira, filha do inventariado, moradora no lugar de Pedras, freguesia de Troporiz, Monção. Filhos: Bento Ferreira, casado com Emília Pereira de Castro Figueiroa; João Ferreira da Silva, casado com Maria Rodrigues; Maria Ferreira (a declarante), solteira; Mariana Ferreira, casada com Bernardino de Abreu; Fortunato Ferreira, ausente em parte incerta; José Ferreira.
As fotografias 000182 a 00189 foram tiradas num passeio de domingo de José Gouveia fez com os amigos e familiares a Guimarães e Braga.
Contém o relatório anual de actividades do professor auxiliar do 6º grupo, Albino Augusto Ferreira, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora Agregada do 2º grupo, Júlia Cássio Carmo Neves, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 8º grupo, Maria Helena Costa Ferreira, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Parecer do vogal João Rodrigues da Silva Couto relativo ao registo dos bens movéis existentes no Paço da Palmeira, em Braga, que não podem saír do país.
Contém o relatório anual de actividades da professora auxiliar do 7º grupo, Maria Elisa Pinto Loureiro, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 8º grupo, Albertina Jesus Ferreira, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 1º grupo, Gracinda Conceição Moura, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 8º grupo, Albertina Jesus Ferreira, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 6º grupo, Maria Antonieta Azevedo Lopes, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 2º grupo, Júlia Cássio Carmo Neves, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 6º grupo, Maria Luísa Campos Nogueira Melo, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 1º grupo, Gracinda Conceição Moura, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 1º grupo, Gracinda Conceição Moura, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades do professor agregado do 6º grupo, Arnaldo Azevedo Pinto, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora auxiliar do 4º grupo, Cecília Macedo Marques, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 3º grupo, Maria Rosa Plácido Santos, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 6º grupo, Ilda Cardoso Menezes Araújo, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém um documente telegráfico, ofícios recebidos e expedidos entre o Presidente do Instituto Português do Património Cultural e o Presidente da Câmara Municipal de Braga.
As fotografias 000182 a 00189 foram tiradas num passeio de domingo de José Gouveia fez com os amigos e familiares a Guimarães e Braga.
As fotografias 000182 a 00189 foram tiradas num passeio de domingo de José Gouveia fez com os amigos e familiares a Guimarães e Braga.
Autos cíveis de inventário entre maiores dos bens de António Braga e Maria Rita do Rosário Inventariados: António Braga e Maria Rita do Rosário Data do óbito do inventariado: 05-03-1836, com testamento Data do óbito da inventariada: 17-12-1850, sem testamento Inventariante e cabeça de casal: António Maria Braga, filho dos inventariados Morada: Estremoz Filhos: António Maria Braga, de 40 anos Maria José Balbina, solteira, de 43 Contém, entre outros documentos, o inventário descritivo dos bens do falecido e o mapa de partilha dos mesmos.
Inventariado: Dalia de Carvalho Braga Lima, morador que foi em Monserrate, Viana do Castelo. Inventariante: Jaime Torres Lima, morador em Monserrate, Viana do Castelo.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 6º grupo, Maria José Moura Machado, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 2º grupo, Florisa Ferreira Costa, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.
Contém o relatório anual de actividades da professora agregada do 2º grupo, Emília Rosa Correia, a exercer funções no Liceu Sá de Miranda - Braga.