Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

1,509 records were found.

Áreas geográficas e topónimos: Prado (lugar, Vila Nova de Gaia, Portugal) • Assuntos: Aniversário.
Estatutos do esforço Cristão da Igreja de S. Paulo: - Da instituição e fins; - Dos sócios, suas categorias, direitos e deveres; - Da direção; - Da divisão da Sociedade em dois núcleos; - Da Assembleia Geral; - Da vigilância da Sociedade; - Das Sub-Comissões; - Das reuniões de revista; Das reuniões regulares; - Do regulamento interno.
Thomas Godfrey Pembroke Pope nasceu em Dublin em 1838 foi um sacerdote anglicano irlandês. Em 1863, designado capelão britânico em Sevilha vem anos mais tarde para Portugal onde, em 1878, na qualidade de capitão da Capelania Anglicana de Lisboa, onde estava desde 1864, se transforma num dos fundadores da Igreja Lusitana.
José Nunes Chaves (1828-1893) era um ex-padre católico que abjurara em 1876 e ex-capelão da igreja da colónia italiana do Loreto. Nesse mesmo ano funda a Missão Episcopal, na Rua de S. Marçal, em Lisboa. Foi também o fundador em 1877 da Igreja de Jesus, em Lisboa. Em 1889 deixa a Igreja Lusitana e ingressa na Presbiteriana. Joaquim dos Santos Figueiredo, ex-sacerdote católico, tornou-se pastor da igreja presbiteriana de Lisboa, substituindo o Rev. José Nunes Chaves.
João Joaquim da Costa e Almeida aderiu à Igreja Lusitana em Novembro de 1879, abjurara a Igreja Católica Romana em 1870 onde era presbítero e foi o fundador e ministro da Congregação da Santíssima Trindade. Faleceu a 4 de Novembro de 1897.
Cândido Joaquim de Sousa nasceu no Porto, em Março de 1855. Conheceu o Evangelho na Igreja Metodista e foi professor numa das escolas desta comunhão. Em 1877 veio do Porto para Lisboa e, ao mesmo tempo que exercia o lugar de professor do Colégio Evangélico Lusitano, recebia lições de teologia do reverendo Thomas Godfrey Pope. Foi ordenado em 1880, sendo colocado na Igreja Lusitana de S. Paulo com oseu presbítero. Mais tarde foi nomeado ministro da igreja de S. Pedro, no Largo das Taipas. Quando faleceu o cónego Pope em 1902, o Sínodo Diocesano elegeu-o seu Presidente. Dirigiu o jornal "O Evangelista", órgão da Igreja Lusitana. Faleceu em 1905.
Augusto Ferreira Torres nasceu em Lisboa em 1863. Aos 10 anos era um dos assíduos ouvintes na Congregação, de que era pastor o bispo D. Angel Herreros de Mora. Recebeu lições bíblicas e de Hermenêutica Sagrada, não só do reverendo Mora, mas também do reverendo José Nunes Chaves. Em 1881 pregou o seu primeiro sermão na Igreja Lusitana de S. Paulo, da qual era ministro o reverendo Cândido Joaquim de Sousa. Foi instituído diácono em 1889 e seria ordenado presbítero em 1892. Também foi professor do Colégio Evangélico Lusitano de S. Paulo, ajudava o reverendo Cândido como evangelista e recebeu as ordens de presbítero em 1892. Quando o reverendo Cândido Sousa foi pastorear a Igreja Evangélica de S. Pedro, o Sínodo nomeou o reverendo Torres ministro da Igreja Lusitana de S. Paulo. Colaborou no jornal "A Reforma" e foi redator do jornal "O Evangelista", sendo os seus artigos muitos apreciados. Faleceu no ano de 1898.
Josué Ferreira de Sousa foi instituído leitor em 1899 e ordenado diácono no mesmo ano. Em 1895 foi ordenado presbítero.
Áreas geográficas e topónimos: Candal (lugar, Vila Nova de Gaia, Portugal).
António Pinto Ribeiro Júnior foi instituído pregador liceniado em 1927, ordenado diácono em 1933 e presbítero em 1935. Estudou no Curso Teológico de Madrid.
Nasceu em Vila Franca de Xira em 1908. Em 1932 após estudos em Lisboa, licenciou-se em Medicina. No ano de 1948 ingressa na Igreja Lusitana como pregador licenciado, é instituído diácono na Catedral de S. Paulo, pelo Arcebispo de Armagh em 1949 e a 8 de Outubro de 1950 é ordenado presbítero. Foi Bispo da Igreja Lusitana entre 1962 e 1981.
Esta edição da Liturgia da Igreja Lusitana foi publicada na Festa de S. Pedro e S. Paulo a 29 de Junho de 1991, no bispado de D. Fernando da Luz Soares e é composta por: - Calendário e instruções gerais; - Ofícios; - Santa Eucarístia; - Próprias do Tempo; - Baptismo de crianças; - Confirmação; - Baptismo e confirmação de adultos; - Casamento; - Ministério aos enfermos; - Ritos fúnebres; - Salmos.
Áreas geográficas e topónimos: Oliveira do Douro (freguesia, Vila Nova de Gaia).
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Estatutos da Associação dos Antigos Alunos das Escolas do Torne e do Prado (contém a ata nº 1 e o alvará): - Denominação e natureza da Associação, seus fins e sua receita; - Dos sócios sua admissão e classes; - Deveres dos sócios; - Direitos dos sócios; - Das penalidades; - Dos corpos sociais, disposições gerais; - Da Assembleia geral; - Da Direção; - Do Conselho Fiscal; - Da dissolução; - Disposições gerais e transitórias.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Relatório da Igreja Lusitana da publicação periódica "O cristão lusitano", órgão da igreja com direcção de Joaquim dos Santos Figueiredo, bispo-eleito, redactor principal Armando Pereira Araújo e administração de André Cassels e Frederic Flower. Este relatório tem a prestação de receitas e despesas do primeiro ano.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
Áreas geográficas e topónimos: Lisboa (cidade, Portugal) • Assuntos: Sagração.
3 notícias sobre a Igreja Lusitana: notícia em que Diogo Cassels esclarece que a Igreja Lusitana não depende inteiramente de fundos vindos de Londres e que em Gaia existem três congregações independentes; notícias de um correspondente sobre ofício divino realizado em memória dos soldados falecidos na Grande Guerra; notícia de Diogo Cassels sobre a admissão de novos membros na Igreja Lusitana e o progresso das escolas em Vila Nova de Gaia;