Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

19,380 records were found.

O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.
O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.
O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.
O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.
O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.
O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.
O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.
O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.
O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.
O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.
O arquivo da Junta de Freguesia de Cascais permaneceu até 2006 na sua posse. A documentação produzida entre 1782 e 2000 encontra-se depositada no AHMC ao abrigo do Programa de Recuperação de Arquivos e Documentos de Interesse Municipal (PRADIM), o qual consiste num acordo entre a Câmara Municipal de Cascais, através do seu Arquivo Histórico, e outras entidades públicas ou privadas cujos fundos documentais tenham interesse para o estudo da história ou cultura local, assumindo o AHMC a responsabilidade pelo seu tratamento e preservação. O acervo em depósito tem como utilização fundamental a consulta pública e a investigação.