Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

206,957 records were found.

Livros de índice alfabético, por nome próprio, dos requerentes e seu expediente, no âmbito da seção de Marinha. Os livros apresentam dois tipos de organização: até 1825 distribui-se a informação anual de forma cronológica por livro ou livros; depois existem três livros anuais de acordo com a ordem alfabética do nome dos requerente: A a H, I a M (ou L) e N (ou M) a Z. O livro 1057, de 1835, é de Janeiro a Julho. Falta o ano de 1834
São alfabetos ou índices alfabéticos, em livro, das petiçoes e requerimentos entrados na porta. Há falta de livros para alguns anos. O Cod. 1168 enumera os requerimentos entrados, supostamente de 1814. A partir de 1819, cada livro destina-se a um ano e uma letra. Registam-se os nomes no livro correspondente à primeira letra do nome próprio do requerente. A ordenação é feita agora pelo segundo nome de A a Z. Por exemplo, o requerente Fernando Paulo Moreira encontra-se registado no livro letra F no separador P.
São livros de registo de consultas sobre requerimentos das partes em que solicitam mercês, como hábitos das ordens militares, tenças, nomeações, etc., em remuneração ou satisfação de serviços.
São livros de registo de consultas de partes sobre matérias do requerimento ou petição das partes. Têm alfabeto, por nome próprio, dos requerentes.
São livros de registo de consultas mistas, como as consultas do serviço real, sobre matérias do interesse da coroa e do interesse dos súbditos ou das partes. Estas consultas são, por princípio, da iniciativa do soberano que, através de uma ordem, normalmente um decreto, ordena se faça consulta sobre a qual dá resolução. As consultas mistas, ou místicas, continuaram as do serviço real do Conselho da Fazenda. Nas consultas mistas, como nas do serviço real, as relativas ao interesse das partes referem-se à escolha ou concurso para nomeação de indivíduos para cargos, ofícios e postos militares. O sumário das matérias é dividido em duas partes, a saber: "Sobre o que S. Magde ordena (..)", e "Informação de sugeitos para", "Nomeação para", ou "Oposição de sugeitos para". Livros com numeração original 1 a 17.
São livros de registo de consultas do serviço real sobre matérias do interesse da coroa sobre as quais o monarca, através de cartas régias ou decretos, ordenava aos tribunais ou conselhos se consultassem, ou que estes representavam/consultavam ao soberano resolvesse determinado assunto do Estado, , entre os quais a nomeação de oficiais.
São livros de registo de regimentos dos governadores, capitães-generais e capitães-mores, provedores, ouvidores e outros oficiais, e dos capitães das naus de viagem. O Cod. 432 tem o título de Regimentos dados aos Governadores da Índia, porém contém, também, registo de documentos referentes às outras partes ultramarinas. O Cod. 169 começa com o registo do decreto de criação e o regimento do Conselho Ultramarino, e é cópia parcial, feita no século XVIII, do livro original Cod. 2196, por este ter ficado danificado com o terramoto e maremoto de 1 de Novembro de 1755.
São livros de registo de decretos e avisos que baixaram pelas Secretarias de Estado ao Conselho Ultramarino. Têm alfabeto (excepto o livro 1º) por nome próprio, dos beneficiários das mercês de ofícios, nomeações de conselheiros e outros cargos, arrematação de contratos, entregas de dinheiro ao tesoureiro do Conselho, entre outras matérias, tal como na série de Decretos.
São livros de registo de decretos e avisos que baixaram directamente ao Conselho Ultramarino. Têm alfabeto, por nome próprio, dos beneficiários das mercês de ofícios, nomeações de conselheiros e outros cargos, arrematação de contratos, entregas de dinheiro ao tesoureiro do Conselho, entre outras matérias.