Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

324,103 records were found.

Quadro onde estão representados os seguintes dados estatísticos: profissão e sexo, zona de intervenção do Heroísmo, Ilha Moreira.
Quadro onde estão representados os seguintes dados: profissão e sexo, zona de intervenção do Heroísmo, Ilha Bom Retiro.
Quadro onde estão representados os seguintes dados: profissão e sexo, zona de intervenção do Heroísmo, Ilha Perú.
Fichas de resumo de situação, mapas de despesas com as brigadas técnicas das operações SAALN, quadros estatísticos de famílias vivendo em situações de mau alojamento, fichas de resumo da situação SAAL centro e sul, mapas de reuniões.
Quadro onde estão representados os seguintes dados: profissão e sexo, zona de intervenção do Heroísmo, Ilha Zé Maria.
Quadro onde estão representados os seguintes dados estatísticos: idade e sexo, zona de intervenção do Heroísmo, Ilha Zé Maria.
Quadro onde estão representados os seguintes dados estatísticos: idade e sexa, zona de intervenção do Heroísmo, Ilha Montes.
Quadro onde estão representados os seguintes dados estatísticos; profissão, idade e sexo da totalidade das ilhas da zona de intervenção do Heroísmo.
Quadro onde estão representados os seguintes dados estatísticos: idade e sexo, zona de intervenção do Heroísmo, Ilha Perú.
Peça desenhada da zona de intervenção de Chaves de Oliveira-S. Roque. Planta : pormenores de betão armado. Fundações. Escala 1/100.
Peça desenhada da zona de intervenção de Chaves de Oliveira. Plantas do 1º e 2º pisos, cortes. Projecto do sector 1, grupo 1. Desenho nº4. Escala 1/50.
Peça desenhada da zona de intervenção Chaves de Oliveira. Plantas do 1º e 2º pisos. Cortes 1, 2, 3 e 4. Projecto do sector 1, grupo 2. Desenho nº5. Escala 1/50.
Peça desenhada da zona de intervenção Chaves de Oliveira. Projecto do sector 1, alçados. Alçado voltado à Tv. Chaves de Oliveira. Desenho nº7. Escala 1/100.
Peça desenhada da zona de intervenção Chaves de Oliveira-S. Roque.Planta e cortes. Projecto do sector 1, grupo 3. Escala 1/50.
Peça desenhada : Definição de Unidade Operacional, utilização do solo. Indústria, terreno agrícola, mata, terreno degradado, habitação económica, bairro camarário, zona do estendal, construções recentes posteriores a 1960. Desenho nº4. Escala 1/2000.
Peça desenhada : Definição de Unidade Operacional, evolução urbana - construção de vias. Construções existentes, vias, caminhos - início 1892 até 1960. Desenho nº9. Escala 1/2000.
Peça desenhada : Definição de Unidade Operacional, associação de moradores. Desenho nº2. Escala 1/2000.
Peça desenhada : Definição de Unidade Operacional. Contém área degradada a recuperar, área a ocupar com habitação e equipamento, eixo viário principal, vias existentes a recuperar. Desenho nº11. Escala 1/2000.
Peça desenhada integrante de um processo de Definição de Unidade Operacional. Infraestruturas. Iluminação pública, rede eléctrica, rede de água. Desenho nº5. Escala 1/2000.
Relatórios da Brigada Técnicas das Antas. Contém relatórios, periódico local e convocatórias.
Contém relatórios do Bairro do Leal, planta de localização, recortes de jornais, fotocópias de fotografias.
Relatórios da Brigada Técnica do Bairro do Leal. Contém fotocópias de fotografias.
Contém relatórios, periódico, recortes de jornais, propostas.
Relatório, facturas de honorários, recibos de pagamento.
Relatório da Brigada Técnica de Francos.
Relatórios da Brigada Técnica de Francos.
Relatório, correspondência, zona de intervenção de Poço de Baixo/Ovar
Relatório da Brigada Técnica de Francos.
Processo da Brigada Técnica da zona de intervenção de Francos. Contém relatórios, plantas - DUP, expropriações, planta de ordenamento.
Processo de Brigada Técnica da zona de intervenção Chaves de Oliveira. Contém relatórios, fichas de relatório de contacto com a população, correspondência, mapa de levantamentos.
Relatórios da Brigada Técnica de Cedofeita/Carvalhosa.
Relatório sobre obras de emergência a realizar na zona de Cartes/Maceda/Pinheiro Grande.
Relatórios, facturas de honorários, folha de pagamento, mapa de planeamento de trabalhos / cronologia, boletim de despesas de transporte e recibo - zona de intervenção da Senhora da Hora.
Relatórios da brigada técnica da Maceda/Acácio - tomada de posse do bairro Maceda, tomada de posse do terreno agricola, programa de trabalho e proposta de honorários de brigadas, convocatória e ordem de trabalho, lista de materiais de acabamento e preços, comunicado da comissão de jovens e fotografias.
Relatório da brigada técnica de Maceda/Acácio. Contém aviso da Câmara sobre a expropriação do bairro, despacho, convocatória, pedido, fotografias, recortes de jornais, peças desenhadas: projecto de implantação/habitação existente, planta de localização volantes.
Processo relativo a financiamentos para a construção de habitações : projecto de Decreto-Lei, correspondência, decreto de financiamento, pareceres de Decreto-Lei, programa SAAL para financiamento, despacho normativo, projecto de regulamentação sobre financiamento.
Sendo o processo SAAL essencialmente um serviço de apoio e incentivo à construção, concedia subsídios destinados à construção e realização de obras de urbanização integradas nas operações de recuperação e renovação urbanas. Trata-se de correspondência trocada entre os serviços centrais do Fundo de Fomento da Habitação, em Lisboa e os serviços do SAAL Norte, disposições legais, programas de financiamento e cálculos de encargos.
Processo relativo ao plano de actividades para 1976 contendo informação vária a nível de gastos efectuados e orçamentos, contém plano de actividades para 1977, estimativas de gastos na construçao, tabelas com revisão do programa de actividades.
Os planos de actividades referem o programa de trabalhos do Fundo de Fomento da Habitação / Secretaria de Estado da Habitação relativos à construção de habitações, no caso específico do SAAL.
Processos cujo conteúdo é uma compilação das intervenções e temas abordados no I Encontro SAAL Norte. Nos encontros SAAL Norte participavam, entre outros, as Brigadas Técnicas e Associações de Moradores.
Financiamento, zona de intervenção de Francos. Pedido de empréstimos, levantamento da população, actas, plano da obra.
Documentação constituída essencialmente por correspondência, recebida e enviada entre o Fundo de Fomento da Habitação e o SAAL Norte relativa à contratação de funcionários para este serviço.
Livro de actas, zona de intervenção de Cortegaça. Contém também vários documentos do Banco Espírito Santo, relativos à Associação de Moradores.
As actas eram produzidas nas reuniões dos serviços administrativoS e eram compostas por uma síntese explanatória do resultado de uma reunião de carácter essencialmente administrativo.
Esta secção comporta documentação relativa aos trâmites processuais e burocráticos inerentes ao processo técnico do planeamento e construção do Serviço de Apoio Ambulatório Local, estando, também, inerentes os serviços de gestão de recursos humanos e financeiros. Algumas séries documentais integrantes, reflectindo as atribuições e competências desta secção, são: Relatórios, correspondência, documentos diversos, processos de aquisição de bens e serviços, processos de Associações de Moradores, processos de Brigadas Técnicas, facturas de honorários, pagamentos/empréstimos, processos individuais de funcionários, processos de contratação de funcionários e actas de secretariado.
Processo referente ao funcionário de nome Vitor Alberto Saraiva Sinde contendo somente declarações.
Este processo contém correspondência recebida e enviada relativamente à contratação e destacamento de pessoal para o SAAL Norte.
Série constituída por documentação respeitante a um só indivíduo que exerce funções no Fundo de Fomento da Habitação, mais propriamente no SAAL Norte.
Documentação relativa ao Conselho Nacional do SAAL com ordens de trabalho, conclusões de encontros, notas e conclusões das sessões do CNSAAL, apontamentos manuscritos dos intervenientes das sessões de encontros.
Processos cujo conteúdo é uma compilação das intervenções e temas abordados no Conselho Nacional do SAAL. Do resultado deste Conselho saem directivas para as Comissões Regionais que aderiram ao processo SAAL.
Documentação relativa ao sector de construção do SAAL Norte, com tabela de custos de alguns materiais de construção, organização de preços, estudo comparativo dos custo de construção, memória descritiva sistematizada e outros.
Processos que sintetizam, das actividades globais do SAAL, aspectos relacionados com questões técnicas como análise de preços, síntese de actividades, estudos comparativos dos custos de construção e tabelas de rendimentos
As fichas de resumo de situação/tabelas são documentos de controlo de actividades SAAL, concebidos pela área funcional do SAAL que tem como função planear e controlar as actividades globais do SAAL. Nestas fichas são feitos os balanços das habitações construidas e a construir. Contém também, balanços estatíticos e orçamentais relativos às construções do SAAL.
Documentação diversa sobre o 1º Encontro SAAL Norte : relatórios, periódicos, circulares e comunicados.
Processo cujo conteúdo refere questões de ordem administrativa e jurídica relativa à constituição do SAAL. Resultam, entre outros, documentos referentes a planificações das intervenções a nível de construção, cronogramas e abordagem de assuntos socio-económicos.
Documentação diversa sobre o 1º Encontro SAAL Norte, contendo circulares, comunicados, periódicos. Contém publicações periódicas e relatórios do 1º encontro.
Processo que contém documentação referente à constituição do SAAL com cronologia das operações, fluxogramas da inter-relação entre planificação social e territorial, metodologia do projecto social e territorial, cronologia das operações, entre outras.
Processo que contém documentação referente à estruturação do SAAL, despachos normativos, comunicados, propostas, programas de trabalho.
Fotografia : manifestação dos moradores nas Antas. Manifestação em plena Rua Sá da Bandeira.
Fotografia : imagem de uma rua pertencente a uma ilha da zona das Antas.
Fotografia : vista panorâmica da zona das ilhas das Antas onde se pode ver uma das ilhas em fase de reconstrução.
Imagem de habitações em fase de construção. Desenho nº2.
Auto de medição, zona de intervenção de Arrábida. Contém correspondência.
Série constituida por fotografias que ilustram os estados ambientais vividos no período em questão. Era um procedimento normalmente levado a cabo pela Brigada no sentido de captar as condições e panorama geral de conservação das zonas de intervenção. Os autores destes levantamentos são normalmente os responsáveis pelas Brigadas Técnica das zonas de intervenção do SAAL.
Hoje em dia também designado por "projecto prévio". Aprovado o processo de Declaração de Utilidade Pública pelo Secretário do SAAL Norte e depois de marcada uma reunião com a Comissão ou Associação de Moradores e a Brigada Técnica era estabelecido um prazo para a elaboração do anteprojecto que se destinava a ser entregue na respectiva Câmara Municipal para aferição e aprovação. Continha os seguintes documentos: peças desenhadas e outros elementos gráficos que explicitem a planimetria e altimetria das diferentes partes componentes da obra e fixem com rigor o seu dimensionamento, onde deveria ser mostrada a viabilidade de realização de todos as infra-estruturas urbanísticas; peças escritas que descrevem e justificam as soluções adoptadas; descrição dos sistemas e dos processos de construção previstos para a execução da obra e das características técnicas e funcionais dos materiais, elementos de construção e equipamento e estimativa do custo da obra.
Ante-projecto : 32 fogos / Rua Alto da Arrábida, zona de intervenção da Arrábida. Contém memória descritiva e justificativa, plantas de implantação, alçados, cortes e perspectiva.
Levantamento fotográfico. Fotografias e fotocópias de fotografias.
Fotografia em chivacrome onde está retratada uma das fases de construção habitacional da zona de Ilhas/Antas.
Jornal dos moradores das Antas editado pela associação de moradores, ano II, Janeiro de 1976, nº4.
Fotografia/levantamento : imagem panorâmica de uma das ilhas, zona das Antas/Porto.
Fotografia : imagem panorâmica onde se pode ver a reconstrução de uma parte das ilhas, zona das Antas/Porto.
Fotografia : representação de uma cena de fantaoches, zona de intervenção de Ilhas/Antas.
Fotografia em chivacrome : zona habitacional em construção, recontrução das ilhas, zona de intervenção das Antas/Porto.
Fotografia em chivacrome : grupo de populares, provavelmente da zona das Antas/Porto.
Fotografia em chivacrome : popular em cima de um cater-pilar a festejar, zona das Antas/Porto.
Planta - sector C. Escala 1/100.
Planta - sector B. Escala 1/100.
Planta - sector A. Escala 1/100.
A correspondência é constituida por um conjunto de documentos enviados e recebidos respeitantes a assuntos gerais. Estes documentos tinham um caracter essencialmente administrativo.
Planta : pormenores de portas. Planta nº7-c-1, escala 1/10.
Planta : alçados T1/T4. Planta nº6-c-3, escala 1/50.
planta de pormenores : janela. Planta nº7-f-1, escala 1/10.
Planta : corte T2/T3. Planta nº6-b-2, escala 1/50.
Planta : T2/T3. Planta nº6-b-1, escala 1/50.
Planta : corte. Planta nº6-c-2, escala 1/50.
Planta : T1/T4. Planta nº6-c-1, escala 1/50.
Planta : T2/T3. Planta nº6-a-1, escala 1-50.
Planta : corte T2/T3. Planta nº6-a-2, escala 1/50.
Alçados T2/T3. Planta nº6-a-3, escala 1/50.
Planta : esgotos T2/T3. Planta nº8-a, escala 1/50.
Planta : esgotos T2/T3. Planta nº8-b, escala 1/50.
Planta de pormenores : janela J3. Planta nº7-f-2, escala 1/10.
Planta : cortes e alçados. Pormenores de janela J1. Planta nº7-d, escalas 1/2 e 1/10.
Planta : esgotos T1/T4. Planta nº8-c, escala 1/50.
Planta : abastecimento de águas T2/T3. Planta nº9-a, escala 1/50.
Planta de pormenores : porta P7. Planta nº7-c-2, escala 1/10.
Planta de pormenores da caixa dos contadores. Planta nº7-b, escala 1/10.
Mapa de vãos. Planta nº7-a.
Planta de pormenores construtivos. Planta nº6-d, escala 1/10.