Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

324,036 records were found.

Contém memoriais da operação de Vila Nova de Gaia e do Marco de Canaveses com dados informativos sobre a operação, historial da organização de moradores e cronologia da operação.
Peça escrita da zona de intervenção da Lomba. Levantamento fotográfico e fichas de levantamento de cada sócio morador que contêm dados referentes ao próprio morador bem como à sua habitação referentes à Rua Frei Heitor Pinto, Lomba.
Processo de brigada técnica da zona de intervenção da Boavista. Ante-projecto geral de urbanização, estudos prévios das habitações novas e recuperações. Ante-projecto parcial : plantas de trabalho, perfis. Recuperação de fogos degradados.
Plano de urbanização da zona da Boavista. Contém memória descritiva e justificativa, plantas. Minuta do contrato para a elaboração do projecto do conjunto habitacional da Boavista - Rua 5 de Outubro. Apontamentos manuscritos relativos a custos de construção, despesas de honorários e propostas.
Peça escrita da zona de intervenção da Boavista. Contém informação de várias brigadas técnicas para apresentar no 1º encontro SAAL-Norte. Comunicações.
Contém apontamentos manuscritos sobre o SAAL-Norte. Informações das brigadas técnicas para o 1º encontro SAAL-Norte. Comunicações. Documentos sobre o 1º encontro SAAL-Norte realizado no Centro de Formação Profissional Acelerada, Porto, em 25 26 e 27 de Julho de 1975.
Peças desenhadas - pormenores de construção, zona de intervenção de S. Victor. Caixilharia, portas, móvel de contadores, cortes de fachada.
Os relatórios eram feitos mensalmente e referiam os trabalhos desenvolvidos pelas Brigadas Técnicas e as suas relações com as Organizações de Moradores, o programa de actividades a desenvolver e as necessidades dos serviços ou pessoal. Relatava a experiência da Brigada em questão podendo-se, desta maneira, avaliar o processo em curso e daí retirar as respectivas ilações.
Periódicos: recortes de jornais referentes à habitação.
Periódicos: recortes de jornais referentes à habitação.
Jornal dos moradores das Antas/Combatentes, Ano II.
Jornal dos moradores das Antas, editado pela associação de moradores, Ano II, Set. 76, nº8.
Documentação relativa a várias zonas de intervenção.
Declaração de Utilidade Pública, zona de intervenção de Serralves. Contém memória descritiva, fichas de parcelas a expropriar. Planta de localização, planta com indicação das habitações degradadas, plantas de qualificação, planta de equipamentos, planta de projecto, planta com plano director, planta das parcelas a expropriar, proposta de alteração ao traçado da via de plano director.
Periódicos, recortes de imprensa.
Documentação relativa à Associação de Moradores de Serralves contendo documento que identifica a operação, historial da organização de moradores e cronologia da operação, correspondência recebida e expedida, peça desenhada.
Para se iniciar qualquer tipo de construção abrangida pelo processo SAAL era fundamental a organização do processo de Declaração de Utilidade Pública (DUP). Este processo destinava-se a formalizar a superfície necessária para a realização da operação de recuperação e/ou construção. Os documentos constituintes são: uma memória descritiva e justificativa da operação onde se descreve a situação encontrada no terreno, a justificação das áreas necessárias, a planta de localização das zonas a expropriar que se destinava a localizar a operação em relação ao envolvente com indicação da freguesia, concelho e distrito, uma planta cadastral que continha a indicação dos diversos talhões em que estava dividida a propriedade. Os DUP deviam ser entregues à Comissão Coordenadora do SAAL Norte, à Associação de Moradores, à Câmara Municipal e ao Fundo de Fomento da Habitação.
Documento confidencial, ie, ao qual o cliente/dono da obra tem acesso, refere a estimativa orçamental para a execuçao da obra proposta pelo arquitecto. Este documento é comparado com as medições já orçamentadas pelo empreiteiro permitindo assim aferir da justeza dos preços deste último.
Contém apontamentos manuscritos com cálculos sobre despesas e estimativas orçamentais de despesas nas obras de construção.
Conjuntos de documentos heterogéneos de carácter geral, insuficientemente relevantes para se incluirem nos processos anteriores.
Dossier de intervenção técnica das zona do Heroísmo e Lomba. Contém correspondência, relatórios, peças desenhadas, matriz, recortes de jornais, fichas resuma da situação, comunicados, tabela de honorários, propostas e facturas.
Planta de situação, planta topográfica, zona de intervenção de S. Victor - arquitectura - D.U.P.
Planta topográfica, planta de fundações do bloco e corpos, plantas estruturais, vigas, pormenores. Zona de intervenção de S. Victor.
As facturas de honorários dizem respeito ao trabalho efectuado por uma brigada técnica de mês a mês e eram acompanhadas do relatório correspondente ao respectivo mês. O pagamento das facturas era satisfeito depois de avaliados pelos técnicos que acompanhavam a operação e considerarem o relatório dentro das condições estabelecidas.
Peça desenhada da zona de intervenção da Lomba. Na peça estão assinalados em m2 as dimensões de cada parcela.
Pagamentos à brigada técnica de Esmoriz/Cortegaça. Recibos e facturas.
Peça desenhada da zona de intervenção da Lomba : planta geral. Escala 1/500.
Folha de pagamento.
Peça desenhada da zona de intervenção da Lomba. Planta de projecto que integra um processo de Declaração de Utilidade Pública. Na planta estão assinalados os seguintes pontos: limite de expropriação, excluídos da operação, zona habitacional a recuperar, zona de expansão habitacional, equipamento colectivo e unidade industriais existentes. Desenho nº3. Escala 1/500.
Pagamentos à brigada técnica da Bela-Vista. Correspondência, factura mensal de honorários, boletim itenerário em viatura particulat, recibos, nota de serviço, factura.
Fazem parte desta série _ peças desenhadas _ todo o tipo de desenhos que o arquitecto cria e que não fazem directamente parte dos projectos de arquitectura das habitações a construir, ou seja, que não apresentam associação a qualquer processo.
Pormenores de construção, zona de intervenção da Lomba. Contém planta topográfica, corte, nível, caixilharia, portas, móveis, cortes da fachada.
Peça desenhada : planta da sede da comissão de moradores da Lomba. Escala 1/50.
Peça desenhada da zona de intervenção da Lomba/Porto : perfil para numa fase posterior marcar na planta à escala 1/200. Escala 1/500.
Hoje em dia também designado por "projecto prévio". Aprovado o processo de Declaração de Utilidade Pública pelo Secretário do SAAL Norte e depois de marcada uma reunião com a Comissão ou Associação de Moradores e a Brigada Técnica era estabelecido um prazo para a elaboração do anteprojecto que se destinava a ser entregue na respectiva Câmara Municipal para aferição e aprovação. Continha os seguintes documentos: peças desenhadas e outros elementos gráficos que explicitem a planimetria e altimetria das diferentes partes componentes da obra e fixem com rigor o seu dimensionamento, onde deveria ser mostrada a viabilidade de realização de todas as infra-estruturas urbanísticas; peças escritas que descrevem e justificam as soluções adoptadas; descrição dos sistemas e dos processos de construção previstos para a execução da obra e das características técnicas e funcionais dos materiais, elementos de construção e equipamento e estimativa do custo da obra.
Relatórios, facturas de vencimentos, zona de intervenção Parceria Antunes.
Os relatórios eram feitos mensalmente e referiam os trabalhos desenvolvidos pelas Brigadas Técnicas e as suas relações com as Organização de Moradores, o programa de actividades a desenvolver e as necessidades de serviços ou pessoal. Relatava a experiência da Brigada em questão podendo-se, desta maneira, avaliar o processo em curso e daí retirar as respectivas ilações.
Facturas de honorários - zona de intervenção de Padre António Vieira.
Planta com delimitação da área degradada pertencente à Declaração de Zona Degradada da zona de intervenção do Bairro de Parceria Antunes. Escala 1/1000.
Contém facturas mensais de honorários, recibos de pagamentos, relatórios, zona de intervenção do Heroísmo.
Planta do zonamento do Bairro de Parceria Antunes/Porto. Planta nº12. Escala 1/500.
Associação de Moradores da Lomba - arquitectura - betão armado. Contém planta topográfica (juntas de dilatação), planta de estrutura das fundações, planta de estrutura do r/c, andares, tectos, vigas, pormenores.
Facturas mensais de honorários a brigadas, zona de intervenção de Torrão/Marco de Canaveses.
Planta com o limite do terreno a expropriar pertencente à Declaração de Utilidade Pública da zona de intervenção de Parceria Antunes. Desenho nº11. Escala 1/500.
Contém faturas mensais de honorários, relatório, proposta da zona de intervenção de Gervide/Vila Nova de Gaia.
Fazem parte desta série _ peças desenhadas _ todo o tipo de desenhos que o arquitecto cria e que não fazem directamente parte dos projectos de arquitectura das habitações a construir, ou seja, que não apresentam associação a qualquer processo.
Facturas de honorários, zona de intervenção de Cedofeita.
Correspondência enviada da Brigada Técnica de Parceria Antunes para o presidente do Fundo de Fomento da Habitação e para o presidente da Câmara Municipal do Porto.
Faturas mensais de honorários de várias zonas.
Conjuntos de documentos heterogéneos de carácter geral, insuficientemente relevantes para se incluirem nos processos anteriores.
Peça desenhada integrante de um D.U.P. - planta de projecto. Área de habitação a recuperar, a construir, área a integrar pela Câmara Municipal do Porto para via automóvel, área a integrar pela Câmara Municipal do Porto para faixa verde e protecção da zona industrial, área para expansão, área de habitação degradada não recuperável a demolir, e excluida do nº de parcelas a expropriar. Escala 1/1000.
Peça desenhada integrante de um D.U.P. Proposta do Plano Director. Escala 1/1000.
Peça desenhada da zona de intervenção de S. Roque, Associação de Moradores de Arada. Mapa cadastral com 21 nomes de pessoas e entidades do local. Desenho nº6. Escala 1/1000.
Peça desenhada : planta de habitações da Ilha do Tiço.
Peça desenhada : planta do núcleo da Ilha do Cunha. Planta do 1º e 2º pisos, planta de cobertura, alçado de rua, cortes.
Peça desenhada : planta do núcleo da Ilha da Rosária. Planta do 1º e 2º pisos, cortes.
Peça desenhada : levantamento topográfico.
Peça desenhada : plantas, alçados, cortes. Núcleo da Senhora de Campanhã.
Processo que contém documentação relativa à brigada técnica do bairro da Lapa com relatórios da brigada, facturas mensais de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica da Lapa ao SAAL Norte.
Notas de serviço, folhas de pagamento a brigadas, correspondência, auto de medição, contrato-tarefas, contrato de prestação de serviços, contrato de empreitada, contrato de trabalho a prazo, Diário da República, boletim itinerário em viatura.
Processo que contém documentação relativa à brigada técnica do bairro de Maceda/Acácio com relatórios da brigada, facturas mensais de honorários da equipa de apoio local e correspondência recebida da brigada técnica de Maceda ao SAAL Norte.
Processo de brigada técnica da zona de intervenção de Chaves de Oliveira. Contém correspondência, facturas, propostas de fornecimento.
Processo de brigada técnica da zona de intervenção da Cruz de Pau. Contém facturas, correspondência, propostas de fornecimento, planta de localização.
Nota de serviço, correspondência, despacho, lista das equipas do SAAL, pagamento a brigadas (facturas), tabela de honorários, comunicados, lista de despesas das equipas de apoio local no mês de Janeiro de 1975.
Processo de brigada técnica da zona de intervenção de Maceda/Acácio. Contém facturas, notas de serviço, correspondência, propostas de fornecimento.
Processo da Brigada Técnica de Santo Ovídeo. Contém correspondência, certificado.
Plantas, correspondência.
Processo de Brigada Técnica da zona de intervenção da Bouça. Contém relatórios, certificados, facturas de honorários, recibos.
Peça desenhada : terreno para equipamento. Implantação do balneário. Escala 1/100.
Peça desenhada : planta e alçado, núcleo da Ilha dos Avantes.
Peça desenhada : alçado, planta, corte, cobertura. Balneários para a Associação de Moradores de Arada. Escala 1/50.
Peça desenhada : Definição de Unidade Operacional. Plano director. Terreno destinado ao mercado das frutas, zona residencial (existente ou a criar), zona industrial (existente ou a criar), zona mista a completar - dominante habitação, via principal ou secundária a criar, espaço reservado para serviços públicos/interesse público, zona rural - actualmente bairro camarário do Falcão. Desenho nº10. Escala 1/2000.
Documentos oficiais emanados pela área funcional do SAAL que tem como função planear e controlar as actividades globais do SAAL e pela área funcional do SAAL cujo objectivo primordial era a projectação e construção, ou seja, as brigadas técnicas. Os comunicados possuem um caracter informativo e são dirigidos às Brigadas Técnicas às Organizações e Comissões de Moradores, por outro lado, estes comunicados eram elaborados pelas Associações de Moradores ou Organização de Moradores que encontravam neste instrumento uma maneira de abordar as populações sobre assuntos de carácter variado.
Peça desenhada : Definição de Unidade Operacional, evolução urbana - utilização do solo. Lavradio, mato, horta, habitações existentes em 1892, eira. Desenho nº8. Escala 1/2000.
Contém normas de serviço internas dirigidas aos intervenientes no SAAL.
Peça desenhada : Definição de Unidade Operacional. Locais de trabalho/estudo. Desenho nº4. Escala 1/10000.
Documentos oficiais emanados pela área funcional de planeamento e controlo do SAAL. As circulares possuíam um caracter informativo, referindo-se a assuntos de interesse geral do SAAL dirigidas entre outros às populações por intermédio das Brigadas Técnicas e Comissões de Moradores.
Peça desenhada : Definição de Unidade Operacional. Desenho nº1. Escala 1/10000.
Peça desenhada integrante de um processo de Definição de Unidade Operacional. Equipamento, arruamentos, transportes, comércio de 1ª necessidade, comércio geral, serviço de saúde, equipamento social. Desenho nº6. Escala 1/2000.
Reivindicações dos moradores e Brigadas Técnicas.
Peça desenhada : Definição de Unidade Operacional. Área dos edifícios. Desenho nº7. Escala 1/2000.
Peça desenhada integrante de um processo de Definição de Unidade Operacional. Habitação degradada, barraco, prédio, ilha. Desenho nº3. Escala 1/2000.
Processo que contém documentação referente à brigada técnica de Ovar com relatórios da brigada, factura de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica de Ovar ao SAAL Norte.
Correspondência, relatórios, ordem de serviço, lista das operações, relato-resumo, situação do pessoal SAAL Norte, posição dos trabalhadores, despacho, proposta, denominação sede, natureza, objecto e duração.
Processo que contém documentação referente à brigada técnica de Ovar, com relatórios da brigada técnica da Prelada, facturas de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica de Ovar ao SAAL Norte.
Documentos oficiais emanados pela área funcional de planeamento e controlo do SAAL. As normas e serviço internas veiculavam directrizes com o intuito de modificar e orientar novas procedimentos dentro da instituição. Referiam-se a assuntos de carácter juridico-administrativo e dirigiam-se às Brigadas Técnicas e Associações de Moradores.
Processo que contém documentação referente à brigada técnica do bairro da Sé com relatórios da brigada, facturas de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica da Sé ao SAAL Norte.
Processo que contém documentação referente à brigada técnica do bairro da Sé, com relatórios da brigada, facturas de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica das Antas ao SAAL Norte.
Processo que contém documentação referente à brigada técnica de S. Victor com relatórios da brigada, facturas de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica de S. Victor ao SAAL Norte.
Processo que contém documentação referente à brigada técnica dos Combatentes com relatórios da brigada técnica, facturas de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica de ovar ao SAAL Norte.
A correspondência é constituida por um conjunto de documentos enviados e recebidos respeitantes a assuntos gerais. Estes documentos tinham um caracter essencialmente administrativo.
Processo que contém documentação relativa à brigada técnica da Cruz de Pau/Matosinhos com relatórios da brigada, facturas de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica da Cruz de Pau ao SAAL Norte.
Processo que contém documentação relativa à brigada técnica da Bela-Vista com relatórios da brigada, facturas de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica da Bela-Vista ao SAAL Norte.
Processo que contém documentação relativa à brigada técnica do bairro do Leal com relatórios da brigada, facturas de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica do Leal ao SAAL Norte.
Processo que contém documentos referentes à brigada técnica do bairro da Sé com relatórios da brigada, facturas de honorários da equipa de apoio local e correspondência da brigada técnica da Sé ao SAAL Norte.
Quadro onde estão representados os seguintes dados: profissão e sexo, zona de intervenção do Heroísmo, Ilha Montes.