Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

705 records were found.

Alvará. Escrivão das Sisas do concelho de Besteiros, comarca da Viseu, para que possa nomear este ofício numa de suas filhas.
Carta. Carreteiro de Tojosa de Alvísquer da vila de Santarém, com pensão de 30 alqueires de trigo, em sua vida. Filiação: André de Figueiredo Lopes.
Carta. Promessa de um ofício de Justiça, Fazenda ou Guerra. Filiação: António da Silva.
Alvará. Rendimento de 50.000 réis num dos Fornos da Ordem de Santiago, com o Hábito de Cristo. Filiação: António Fernandes de Faria.
Alvará. Promessa de um ofício de Justiça ou Fazenda que caiba na sua pessoa.
Alvará. Escrivaninha de Nau da Carreira da Índia, por renuncia que lhe fez seu pai. Filiação: António Garcia.
Alvará. Tença de 10.000 réis pagos no Almoxarifado da cidade de Tângere. Filiação: António Simões.
Alvará. Um lugar de Freira para sua irmã.
Carta de Padrão. Tença de 150.000 réis em bens de confiscados e ausentes, pago nas Alfândegas do reino do Algarve.
Alvará. Promessa de ofício Justiça ou Fazenda.
Alvará. Moço Fidalgo, com 2.000 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Francisco Coelho de Sande.
Alvará. Promessa de um ofício de Justiça ou Fazenda, conforme sua qualidade. Filiação: João Cordeiro.
Alvará. Fidalgo Cavaleiro da Casa Real. Filiação: António Pais de Sande.
Alvará. 1 lugar de Freira para sua filha nos Mosteiros em que se pode prometer. Filiação: Francisco de Sequeira Pestana.
Alvará. Escrivão da Provedoria da cidade de Lisboa, para quem casar com ela. Filiação: João Rodrigues Cardoso.
Alvará. Hábito da Ordem de Cristo, para a pessoa que com ela casar.
Alvará. Promessa de um ofício de Justiça, Fazenda ou Guerra, que caiba na qualidade e suficiência da pessoa com quem ela casar.
Carta de Padrão. Tença de 40.000 réis pagos na Obras Pias, por falecimento de seu marido Miguel Barbosa de Barros.
Alvará. Tença de 30.000 réis cada ano nas Obras Pias.
Alvará. Pensão de 20.000 réis, com Hábito de Cristo, para seu filho António Tavares da Costa.
Alvará. Lezíria, Camada de Corvilho e 12 moios de pão pertencentes à Mesa Mestral da Ordem de Cristo, no termo da vila de Santarém, em duas vidas mais. Filiação: Manuel da Câmara D..
Alvará. Fidalgo Cavaleiro, com 1.600 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Cristóvão de Sá de Mendonça.
Carta de Padrão. Tença de 120.000 réis.
Alvará. escudeiro-fidalgo com mais 300 réis, para além dos 900 réis que já possuia como Moço Fidalgo para moradia por mês. Filiação: André Pereira.
Carta com Salva. Provedor da Alfândega de Lisboa. Filiação: Janalurez Soares.
Carta. Saboarias na na vila de Tomar, por mais 3 anos para além daquela que possui, e mercês.
Alvará. Cavaleiro Fidalgo, com mais 300 réis, para que haja 900 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Lourenço Pires.
Carta de Padrão. Tença de 60.000 réis com o Hábito da Ordem de Cristo. Filiação: Francisco de Aguiar.
Alvará. Promessa de um ofício de Justiça ou Fazenda, que caiba na sua qualidade. Filiação: Rodrigo de Abreu.
Alvará. Promessa de um ofício de Justiça ou Fazenda.
Carta de Padrão. Tença de 30.000 réis, dos 80.000 réis que lhe foram consignados no Almoxarifado da vila de Guimarães. Filiação: Gregório do Amaral Castelo Branco.
Carta de Padrão. Tença de 40.000 réis, assentes no Almoxarifado do Porto. Filiação: Gregório do Amaral Castelo Branco.
Alvará. Cavaleiro Fidalgo, com 1.000 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia e mais 250 réis além da moradia ordinária. Filiação: António de Sousa.
Alvará. Almoxarife da Praça de Mazagão, para quem consigo casar. Filiação: Domingos Pinto.
Carta. Confirmação do previlégio em que os Lavradores podiam lavrar numas herdades, num lugar a que chamam Rio de Vide, Vidoeirá e Corte, termo da Lousã.
Alvará. Promessa de um ofício de Justiça ou Fazenda. Filiação: Diogo Pires de Almeida.
Cônjuge: Francisco Torres, filho de António Torres. A agraciada é recompensada pelos serviços prestados pelo marido na guerra, tendo sido morto na mesma. A agraciada é irmã de Pscoal Leitão e filha de Domingos Álvares.
Carta de Padrão. 1 moio de trigo de tença para cada uma de suas 3 filhas, no Almoxarifado de Benavente. Filiação: Bartolomeu Vaz Carniças, e Leonor Mexia.
Carta de Padrão. Tença de 40.000 réis cada ano, com assentamento nas Folhas das Obras Pias. Filiação: Pedro de Oliveira.
Carta de Padrão. Tença de 20.000 réis em cada ano, em suas vidas.
Alvará. Promessa de ofício de Justiça ou Fazenda, para quem consigo casar. Filiação: Duarte de Basto.
Alvará. Escrivão do Almoxarifado da cidade da Guarda, para seu filho.
Carta de Padrão. Tença de 30.000 réis de renda efectiva, com o Hábito da Ordem de Cristo.
Alvará. Mais 250 réis, para que haja 750 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Ambrósio Vaz.
Alvará. Cavaleiro Fidalgo, com 900 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Luís Valente Cordeiro.
Carta. Escrivão dos Direitos dos 3% que se cobra na Casa da Índia em sua vida por falecimento de Francisco Luís de Mergulhãs, com 30.000 réis de pensão para....
Filiação: Domingos de Almeida Homem, escrivão da Almotaçaria, judicial e notas da vila de Fonte Arcada.
Alvará. Escrivão das Sisas da vila da Muxagata, para a pessoa que casar com sua filha.
Alvará. Escrivão da Almotaçaria e Achados do lugar de Alcains, termo de Castelo Branco, para que por sua morte lhe suceda seu filho mais velho. Filiação: João Duarte.
Alvará. escudeiro-fidalgo com acrecentamento a Cavaleiro Fidalgo. Filiação: Manuel Gonçalves da Costa.
Alvará. escudeiro-fidalgo, com mais 300 réis, para que haja 1.000 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: António Valente Cordeiro.
Alvará. Cavaleiro Fidalgo, com 9.000 réis de moradia por mês, e mais 300 réis para que haja 1.200 réis de moradia por mês, e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: António de Flecha.
Alvará. Cavaleiro Fidalgo, com mais 300 réis, para que haja 900 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Lourenço Arrais de Mendonça.
Alvará. Mais 200 réis, para que haja 1.100 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Lourenço Arrais de Mendonça.
Alvará. Para os 10.000 réis que tem de tença nsa Obras Pias, se lhe assentem no Almoxarifado da Gente de Tânger.
Filiação: Pedro Lopes de Sousa, filho de Martim Afonso de Sousa. A vila é comprada por D. João III a D. Pedro de Meneses, Marquês de Vila Real. "vila ... com sua aldeia que se chama do Tagarro".
Naturalidade: Lisboa. Filiação: Francisco Brassane. Cargo: oficial de Contadoria e Vedoria Geral do exército do Alentejo. Descreve a sua actividade.
Alvará. Promessa de um ofício de Justiça ou Fazenda, para António Nunes Preto para casamento de sua filha.
Filiação: António Botelho Riscado, cavaleiro-fidalgo, filho de Vicente Riscado e já falecido. A agraciada recebe a mercê como recompensa dos serviços de seu pai e avô na gurra da restauração, serviços descriminados na carta e por ter a madrasta renunciado nela. D. Leonor mais tarde renuncia na sobrinha D. Maria Antónia Pereira do Lago.
Alvará. Escrivão das Imposições dos 2% da cidade de Lagos, para seu filho menor.
Alvará. Promessa de um ofício de Justiça ou Fazenda, para quem casar com sua filha Maria Valente.
Alvará. Moço Fidalgo, com 1.000 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia, paga segundo a ordenação. Filiação: Rui Gomes de Abreu de Lima.
Alvará. Para repartir 3.000 cruzados do rendimento do Bispado em pensões pelos parentes beneméritos.
Alvará. Promessa de um ofício de Justiça ou Fazenda, que couber na pessoa de seu filho. Filiação: António Lourenço.
Carta de Padrão. Pensão de 60.000 réis. Filiação: Pascoal de Almeida.
Alvará. Promessa de 20.000 réis de pensão, para casamento duma filha. Filiação: Manuel Pereira.
Alvará. Fidalgo Cavaleiro, com 3.900 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Francisco da Gama D..
Alvará. Moço Fidalgo da Casa Real, com 1.000 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Francisco de Eça D..
Alvará. Moço Fidalgo, com 1.000 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Tomé de Sousa.
Carta. Administração de 100.000 réis de pensão nos frutos e rendimentos da Comenda da Póvoa. Filiação: Miguel da Silva D..
Alvará. Administração de 120.000 réis de pensão, que lhe tinham feito de mercê da Comenda da Póvoa, comarca de Tomar, que vagou por morte de seu avô. Filiação: Miguel da Silva D..
Carta de Padrão. Tença de 400.000 réis. Filiação: Vasco Mascarenhas.
Alvará. Nomeação para suas filhas juntas, ou repartidas, as três Capelas que possui, e pagou 24.000 réis do soldo de 2 soldados que oferece pagos por 6 meses. Filiação: António Pires Temudo.
Alvará. Promessa de um ofício de Justiça ou Fazenda, que caiba na qualidade de Álvaro Pacheco.
Verba. Comenda de S. Mateus de Sourelo do lote de 300.000 réis, com sucessão para seu filho D. Álvaro Abranches.
Alvará. Promessa da Comenda do lote de 300.000 réis, que seu pai e seu sogro tinham.
Alvará. Mais 100 réis, além dos 900 réis que já possui, para que haja 1.000 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Manuel da Fonseca Zuzarte.
Carta. Executor do Almoxarifado de Castelo Branco.
Alvará. Renda de 1.000 cruzados de renda, dos 2.000 réis que vagaram de seu pai, no Reguengo de Aguiar. Filiação: Antão de Almada D..
Carta. Comenda de Stª Maria do Pereiro da Ordem de Cristo.
Carta. Confirmação da doação de juro, herdade dos seus sucessores e descendentes de 80 léguas na costa do Brasil, com todas as jurisdições, rendas e direitos.
Carta. Confirmação na Capitania das ilhas de Taparia e Tamarandiva.
Alvará. Fidalgo Escudeiro, com mais 1.400 réis, para que haja 2.400 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Tomé de Sousa.
Alvará. Escrivão da Fazenda do Reino, para que em sua vida, ou por sua morte, possa renunciar em seu filho Sebastião da Gama. Filiação: Fernão Gomes da Gama.
Naturalidade: Ilha Terceira, Açores. Filiação: Fernão Garcia Jacques. Prestou serviços no Brasil, na companhia do Conde da Torre, contra os holandeses e em Portugal nas lutas da restauração, que vêm descriminadas. O lugar estava vago por falecimento de Simão Fernandes Balieiro.
Alvará. Moço Fidalgo com 1.000 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Simão de Miranda Henriques.
Carta. Comenda de S.Pedro das Alhadas da Ordem de Cristo, com 100.000 réis de pensão na mesma Comenda, para seu filho mais velho.
Carta de Padrão. Tença de 40.000 réis nas Obras Pias, com o Hábito de Cristo.
Carta de Padrão. Tença de 20.000 réis. Filiação: António Freire.
Filiação: Tomé de Sousa, fidalgo da Casa Real, do Conselho Real, vedor da Casa Real, falecido na fronteira de Elvas nas lutas da restauração. Cargo: vedor da Casa Real.Filiação: Tomé de Sousa. Comenda da Ordem de Santiago para lograr em 2 vidas, em que lhe sucederá seu filho mais velho. Indica, em caso de falecimento a ordem de sucessão, entre filhos, filhas, netos e irmãos.
Filiação: Tomé de Sousa, fidalgo da Casa Real, do Conselho Real, vedor da Casa Real, falecido na fronteira de Elvas nas lutas da restauração. Cargo: vedor da Casa Real. Comenda, da Ordem de Cristo, para lograr em 3 vidas, em que lhe sucederá seu filho mais velho.
Alvará. Promessa de ofício Justiça ou Fazenda, para casamento duma filha. Filiação: Domingos Fernandes.
Filiação: António Gomes de Abreu. Estatuto social: cavaleiro fidaldo da Casa Real. Refere os serviços prestados ao rei.
Carta de Padrão. Tença de 200.000 réis de cada ano. Filiação: Luís Lobo da Silva.
Sobrinho de D. Gastão Coutinho de quem foi herdeiro e de D. Diogo Coutinho, falecido na Índia. Neto de D. Henrique Coutinho. O agraciado recebeu a mercê como recompensa pelos serviços prestados na guerra da restauração por seus tios e avô. Vem descriminado no alvará todos os serviços e as diversas formas de pagamento da renda. Contém uma apostila de D. Pedro II passando os 250.000 réis a serem pagos nos almoxarifados do Reino, após as pazes com Castela. No título vem a indicação de que D. Gastão é filho de D. Henrique e no texto que é pai. Mas pelo contexto parece que a informação do título é a que está correcta, até porque se encontra a informação de que D. Gastão não teve filhos.
Alvará. Mais 200 réis, para além dos 1.000 réis que já recebia, para que haja 1.200 réis de moradia por mês e 1 alqueire de cevada por dia. Filiação: Luís da Fonseca.
Apostila. Promessa de um ofício de Justiça ou Fazenda. Filiação: Francisco Munhoz de Maia.