Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

9 records were found.

Pedidos de autorização para contrair empréstimos, feitos pela Câmara Municipal de Benavente ao Ministério das Finanças.
Trata-se do empréstimo de 435 contos destinado ao abastecimento de água a Benavente. Foi autorizado por portaria publicada no Diário do Governo n.º 222, II série, de 22 de Setembro de 1942. Inicialmente, o empréstimo montava a 600 contos.
Trata-se do empréstimo de 1800 contos destinado à construção de esgotos (172 contos), abastecimento de água (369 contos) e pavimentação de ruas (1259 contos). Foi autorizado por portaria publicada no Diário do Governo n.º 31, II série, de 6 de Fevereiro de 1971.
Trata-se do pedido de empréstimo de 200 contos destinado à aquisição de contadores de água. Desconhece-se se o empréstimo foi concedido.
Trata-se do empréstimo de 1317 contos destinado a: 1) abastecimento de água a Samora Correia e compra de contadores de água (645 contos); 2) abastecimento de água a Santo Estêvão (75 contos); 3) abastecimento de água a Barrosa (60 contos); 4) Electrificação de Santo Estêvão (282 contos); 5) Electrificação de Barrosa (45 contos); 6) Abertura de esgotos em Benavente (210 contos). Foi autorizado por portaria de 25 de Outubro de 1961. Inicialmente, o empréstimo montava a 4490 contos e, além das rubricas aprovadas, contemplava: 1) pavimentação de arruamentos em Benavente (720 contos); 2) reparação da estrada municipal n.º 515, de Benavente à estrada nacional 376, 3.ª fase (153 contos); 3) construção do matadouro municipal de Benavente (1.400 contos); 4) construção do mercado municipal de Benavente (900 contos). A 20 de Novembro de 1964, a Câmara Municipal solicita autorização para aplicar a verba de 184.295$50, do saldo do empréstimo de 282 contos destinado à obra de electrificação de Santo Estêvão, na pavimentação de arruamentos da vila de Benavente, o que não foi autorizado por despacho de 10 de Dezembro de 1964 do Subsecretário de Estado do Tesouro, que alegou constituir aquela aplicação um desvio do espírito que presidiu à concessão do empréstimo.
Trata-se do empréstimo de 653.613$68 destinado à amortização de um empréstimo anterior, contraído a 5 de Novembro de 1942 (379.572$60), e à conclusão das obras de abastecimento de água à sede do concelho (247.041$08). Foi autorizado por portaria publicada no Diário do Governo n.º 8, II série, de 10 de Janeiro de 1946.
Trata-se do empréstimo de 1020 contos destinado a: 1) aquisição de contadores de água (100 contos); 2) trabalhos de pesquisa de água para abastecimento da freguesia de Santo Estevão (20 contos); 3) reparação da estrada municipal de Benavente à estrada nacional n.º 376, troço de Benavente ao caminho municipal da Barrosa, 1.ª e 2.ª fases (100 contos); 4) construção de um bairro de 30 casas para pobres (700 contos); 5) construção de um mercado coberto na vila de Benavente (100 contos). Foi autorizado por portaria publicada no Diário do Governo n.º 108, II série, de 3 de Setembro de 1956.
Trata-se do empréstimo de 160 contos destinado à reparação de edifícios escolares no concelho. Foi autorizado por portaria publicada no Diário do Governo n.º 299, II série, de 26 de Dezembro de 1960.